• Início ♥
  • Sobre ♥
  • Contato ♥
  • Layouts ♥
  • Resenhas ♥
  • Parcerias ♥
  • Rádio ♥
  • 10 dezembro, 2014

    Resenha: Livro Os Crimes ABC


    Os Crimes ABC é um Thriller da autora Agatha Christie e foi lançado no Brasil pela editora L&PM Pocket.


    O livro tem um total de 248 páginas, divididas em 35 capítulos, mais um curto prefácio. A tradução da obra foi feita por Cássia Zanon.


    Apesar de ser uma edição de bolso o livro apresenta uma qualidade satisfatória. A capa apesar de não ter orelhas é de um material bem resistente. As páginas são brancas e a fonte tem um tamanho agradável como vocês podem perceber na foto. As margens e os espaçamentos são igualmente satisfatórios levando em consideração o fato de ser uma versão pocket.


    Sinopse: Há um serial killer à solta, matando suas vítimas em ordem alfabética. A única pista que a polícia tem é um macabro cartão de visitas que o assassino deixa em cada cena do crime: um guia ferroviário aberto na cidade onde a morte acontece.
    A Inglaterra inteira está em pânico com a sucessão de crimes – A: Alice Ascher, em Andover; B: Betty Barnard, em Bexhill; C: Sir Carmichael Clarke, em Churston – e o assassino vai ficando mais confiante a cada morte. Seu único erro é pôr à prova o orgulho de Hercule Poirot, um erro que pode ser mortal.

     Os Crimes do ABC é um livro bem diferente de todos os que já li da Agatha Christie. E o fator que mais o diferencia dos demais livros da autora, é o fato de termos nessa história um Serial Killer.
    O livro é narrado pelo capitão Hastings, eterno companheiro do Hercule Poirot. E tudo tem início com uma visita de Hastings a Londres, onde ele decide procurar seu amigo Poirot.

     Poirot acaba então mostrando a Hastings um envelope que recebeu recentemente. Nesse envelope há uma carta para Poirot onde uma pessoa que assina por ABC, avisa que se ele realmente aprecia um bom mistério deve ficar atento aos acontecimentos que irão ocorrer na cidade de Andover no dia 21.
    Apesar de Hastings acreditar que seja apenas uma carta de um louco, Poirot se mostra preocupado e curioso.

    A primeira vitima do ABC é a Sra. Ascher, dona de uma pequena tabacaria em Andover. O crime aconteceu no dia 21, assim como foi alertado na carta que Poirot recebeu. E na cena do crime, próximo a vitima, os detetives encontraram um guia ferroviário ABC, com a cidade de Andover marcada. E assim foi o início de tudo.

    Poirot continuou a receber correspondências do ABC, que indicavam as cidades de Bexhill e Churston, e assim aconteceu. Betty Barnard, foi morta em Bexhill e Sir Carmichael Clarke, em Churston.

    Depois de muita investigação por parte da policia e de Poirot, os familiares das 3 vítimas decidem então se juntar a Poirot e ajudar na investigação, afim de evitar uma quarta morte. A partir dai conhecemos mais sobre as vitimas e sobre as pessoas que as cercavam através das interrogativas de Poirot.

    Nesse livro, somos levados pela Agatha Christie, o tempo inteiro, a acreditar em uma coisa, que apesar de parecer muito óbvia, nos parece verdadeira. Mas como já é esperado nos livros da autora, o final conta com uma reviravolta que apesar de eu ter pensado nisso até um determinado ponto do livro eu acabei desistindo da ideia.
    Tudo é desvendado e explicado com a maestria e genialidade do detetive Poirot, e todas as peças se encaixam como em um quebra cabeça.

    Apesar de ter sido uma boa leitura e o final ter me surpreendido de alguma forma, o livro não é um dos melhores da autora. Mas mesmo assim valeu a pena a experiência de leitura.
    Uma coisa que me desagradou nessa edição é que em vários momentos do livro o detetive Poirot fala palavras ou até mesmo frases em francês, e o livro não apresenta notas de rodapés com a tradução, o que acabou deixando algumas partes um pouco confusas.

    No geral, recomendo esse livro a todos que gostam de Thrillers e a todos que gostam de ler Agatha Christie. Tenho certeza que a leitura agradará vocês!

    É como um quebra cabeça...Cada um de vocês pode ter um peça aparentemente sem significado, mas que, quando reunida às outras, pode exibir uma porção clara e distinta do quadro como um todo.

     Classificação:

    11 comentários:

    1. Ótima resenha, Maiah. Estou sempre lendo um livro da Agatha, e esse será o meu próximo. Adorei a resenha e a dica!
      Beijo,
      http://pactoliterario.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    2. OOooi Maiah!!

      Bela resenha! Eu ainda não li nada da Agatha, me sinto uma et por isso. HSUAHSUHAu
      Gosto muito desse tipo de livro, mas ainda não li. Gostei da sua resenha e fiquei boba em saber que não é o melhor livro da autora, me pareceu tão bom!
      Preciso ler algo dela urgente!


      Beijinhos,
      www.entrechocolatesemusicas.com

      ResponderExcluir
    3. Oi Maiah, tudo bem?

      O livro já me conquistou quando eu li que tem um serial killer (adoro ler histórias sobre eles) e que ele escolhe suas vítimas sequencialmente através do alfabeto! =O Com certeza vai pra minha TBR e Wishlist.

      Eu não sou muito fã de pocket books. Dá uma certa agonia em mim livros que não tem orelha, sabia?! =(

      Beijos.

      www.livroseflores.com

      ResponderExcluir
    4. Oi Maiah querida, eu nunca li nada da Agatha, mas meu pai ama muito o gênero, a autora assim como livros do seguimentos como Sidney Sheldon! Estou tentando apresentar para ele Harlan Colbem, tu acha que ele vai gostar?!

      Beijos Joi Cardoso
      Estante Diagonal

      ResponderExcluir
    5. Oi Maiah!
      Adoro os livros da Agatha, mas ainda não li esse.
      A história parece interessante, fiquei bastante curiosa para lê-lo, porém algo me incomodou, o fato de não ter tradução das frases em francês. Acho que iria ficar com o tradutor aberto enquanto estivesse lendo..rs
      Beijos

      Li
      literalizandosonhos.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    6. Adoro esse gênero, policial/investigativo/suspense,kkkkkk. Anotei a dica com certeza, preciso ler e reler os livros dela de novo, lia muito quando adolescente.

      Amei a sua resenha flor, impecável com sempre.

      bjs

      ResponderExcluir
    7. Eu gosto muito dos livros da Agatha, sempre fico tentando resolver o caso, mas sempre fracasso. Fiquei muito curiosa para ler este livro, o caso parece ser bem interessante =D

      http://refugiorustico.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    8. Olá, gostei da resenha. Acho que foi a primeira que li desse livro; parece bem interessante. Mistérios na maioria das vezes são bons de se ler. As edições pocket da L&PM me surpreendem pela diagramação nada espremida.
      petalasdeliberdade.blogspot.com

      ResponderExcluir
    9. Ótima resenha, vc escreve muito bem e fica fácil para compreender a história e ver se realmente vale a pena ler o livro, eu fiquei super curiosa. Nunca li nenhum livro nesse estilo, mas pretendo ler.
      http://doceneve11.blogspot.com.br beijos Gi!

      ResponderExcluir
    10. Olá Maiah, tudo bem ???
      Adorei a resenha !!!
      Vou te confessar que nunca li um livro sequer da Agatha Christie, mas minha mãe adora os livros dela, foi por esse motivo que sua resenha me chamou a atenção !!! Anotei a dica aqui e pretendo comprar o livro, vai que eu também me encanto com os livros não é ???

      Beijinhos
      Hear the Bells

      ResponderExcluir
    11. Oi Maiah, tudo joia?
      Bom mulher, eu ainda não conhecia a obra, mas me chamou bastante a atenção, principalmente porque adorei sua resenha, me interesso bastante por livros que tenham coisas relacionadas a policias, outra coisa que me chamou a atenção na qual você falou foi "detetive Poirot fala palavras ou até mesmo frases em francês", realmente é de deixar qualquer um chateado :/ Mas enfim, amei a resenha, parabéns.

      Beijos
      intoxicadosporlivros.blogspot.com.br

      ResponderExcluir