• Início ♥
  • Sobre ♥
  • Contato ♥
  • Layouts ♥
  • Resenhas ♥
  • Parcerias ♥
  • Rádio ♥
  • 05 janeiro, 2015

    Resenha: Livro O Doador de Memórias


    O Doador de Memórias é o 1° livro da série da autora Lois Lowry e foi lançado no Brasil pela Editora Arqueiro em agosto de 2014. A obra foi traduzida por Maria Luiza Newlands. O livro foi gentilmente cedido em parceria com a editora.


    O livro possui 192 páginas e está dividido em 23 capítulos. Cada capítulo está ainda dividido em pequenos subcapítulos. Ao final do livro, temos uma entrevista com Taylor Swift que participou da adaptação cinematográfica de mesmo nome.



    A diagramação está bem simples. Com bons tamanhos de margem e espaçamento e com um tamanho de fonte bem agradável.


    Sinopse: Em O doador de memórias, a premiada autora Lois Lowry constrói um mundo aparentemente ideal onde não existem dor, desigualdade, guerra nem qualquer tipo de conflito. Por outro lado, também não há amor, desejo ou alegria genuína. | Os habitantes de uma pequena comunidade, satisfeitos com a vida ordenada, pacata e estável que levam, conhecem apenas o presente o passado e todas as lembranças do antigo mundo lhes foram apagados da mente. | Um único indivíduo é encarregado de ser o guardião dessas memórias, com o objetivo de proteger o povo do sofrimento e, ao mesmo tempo, ter a sabedoria necessária para orientar os dirigentes da sociedade em momentos difíceis. | Aos 12 anos, idade em que toda criança é designada à profissão que irá seguir, Jonas recebe a honra de se tornar o próximo guardião. Ele é avisado de que precisará passar por um treinamento difícil, que exigirá coragem, disciplina e muita força, mas não faz ideia de que seu mundo nunca mais será o mesmo. | Orientado pelo velho Doador, Jonas descobre pouco a pouco o universo extraordinário que lhe fora roubado. Como uma névoa que vai se dissipando, a terrível realidade por trás daquela utopia começa a se revelar.

     Em O Doador de Memórias, 1° livro da série "O Doador" da Lois Lowry, nós conhecemos Jonas e a sociedade utópica em que ele vive.
    O livro é narrado em 3° pessoa e somos apresentados a um mundo onde vigora a mesmice. Um lugar onde não existe dor, fome, pobreza, amor, tristeza, ou qualquer outro sentimento.

    — Nosso povo fez essa opção, a opção de ir para a Mesmice. Antes do meu tempo, antes do tempo anterior ao meu, muito tempo atrás. Desistimos das cores quando desistimos do sol e acabamos com as diferenças.

    Até os 12 anos, as crianças pertencem a grupos de acordo com as idades, existe o grupo de um, de dois, de três e assim por diante. E todo ano, em dezembro, acontece uma grande cerimônia onde as crianças mudam de grupo. A cerimônia mais importante é a do grupo dos doze, onde cada um conhecerá o trabalho para qual foi designado e que exercerá até ficar idoso. Após essa cerimônia eles começarão o treinamento e darão início a sua vida adulta.
    Existem várias atribuições dentro dessa comunidade dentre elas criadores, Mães-biológicas, Assistente de recreação, entre outras.

    Jonas vive em sua unidade familiar com seu pais, e a irmã Lily. O pai de Jonas é criador, ou seja, ele é responsável por todas as necessidades físicas e emocionais das crianças novas, até elas completarem cerca de 1 ano. Sua mãe ocupa um bom cargo no departamento de justiça e sua irmã faz parte do grupo de sete.
    Jonas é do grupo de onze e está apreensivo para a cerimônia que acontecerá em breve, pois deseja muito saber para que trabalho será designado.

    Na cerimônia de doze, Jonas foi nomeado o novo recebedor de memórias da comunidade, ou seja, ele será o único responsável, por manter todo o conhecimento do passado e as memórias que a comunidade não tem, o que pode ser algo muito doloroso e conflitante.

    Ao iniciar seu treinamento com o doador, ele começa a receber suas primeiras memórias. No início ele gosta bastante das boas memórias que recebe: Uma noite de natal, lembranças do amor, um dia de neve. Mas aos poucos ele percebe que nem todas as memórias são boas e que algumas inclusive são bastante dolorosas, então ele conhece também a guerra, a fome e a morte.
    Jonas começa a perceber também que vive em mundo onde ninguém tem escolhas, onde os sentimentos são mascarados e em vários momentos surge o questionamento: Será que se pudéssemos escolher, faríamos a escolha certa?.
    Conforme o tempo vai passando um sentimento de revolta surge em Jonas, e faz com que ele e o doador, pensem se não seria muito mais justo se todos dividissem essas memórias, se todos soubessem como o mundo já foi e se todos pudessem fazer suas escolhas.

    — Se tudo é sempre o mesmo, então não há escolhas! Quero acordar de manhã e decidir coisas!

    Foi impossível largar esse livro depois que comecei! A narrativa da Lois e muito envolvente e o mundo utópico criado por ela é muito interessante. Eu li esse livro muito rápido, em apenas um dia, pois eu precisava saber o que ia acontecer com Jonas e com a sociedade onde ele vive.
    A autora trás tudo de maneira muito direta, o que irá agradar muito quem não gosta de livros onde os autores ficam enrolando demais pra chegar ao ponto.
    O livro é bem curtinho, tem apenas 192 páginas, e acredito que isso seja o ponto  negativo dele. Na reta final as coisas acontecem em um ritmo ainda mais frenético, e eu sinceramente gostaria de saber mais coisas sobre o final da história.
    Mesmo assim, foi uma ótima leitura e que eu recomendo bastante! Esse o tipo de livro que nos faz questionar como seria nossa vida se não pudéssemos escolher e nós faz pensar na importância da nossa liberdade.

    Já estou com o livro A Escolhida, 2° volume da série, em mãos e espero que seja uma leitura tão boa e intensa quanto O Doador de Memórias.

    Às vezes gostaria que me pedissem  para usar minha sabedoria mais vezes: há tantas coisas que eu poderia lhes dizer, coisas que seria bom se modificassem! Mas eles não querem mudanças. A vida aqui é tão ordenada, tão previsível. Tão indolor. É como eles escolheram.

    Classificação:




    40 comentários:

    1. Eu esperava mais, mas entendi a proposta do livro. Viu que os ultimos livros continuam o primeiro?

      Beijos

      http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi!
        Infelizmente os outros livros não continuam o primeiro! Acho que se isso acontecesse, a série seria ainda melhor!

        Bjos.

        Excluir
    2. Oi Maiah, tudo joia?
      Então, ando vendo muitas resenhas que apontam dois tipos de opiniões a do :''GOSTEI & NÃO GOSTEI'', isso só faz crescer minha curiosidade de ler, ainda não tive a oportunidade, pelo que vi você gostou bastante dele haha, ótima resenha.

      Beijos
      intoxicadosporlivros.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. É sempre interessante poder tirar nossas própria conclusões sobre os livros, então recomendo que você leia. É uma ótima história...
        Bjos.

        Excluir
    3. Olá
      Eu assisti ao filme e gostei bastante da ideia central da obra, no filme diferentemente do livro acho que os jovens são designados aos seus treinamentos com 17 anos.
      Parece ser uma leitura gostosa de ler, daquelas que você acaba em um ou dois dias. Com certeza lerei.
      Bela resenha.
      Abraços

      http://chacomresenha.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Ola Léo! Assisti ao filme também e gostei bastante. Ele é um dos poucos casos em que o filme supera o livro.
        Espero que leia e que goste.

        Abraços.

        Excluir
    4. Oi Maiah,
      Eu adoro esse livro e o mais interessante é que foi a primeira vez em que uma adaptação cinematográfica superou o livro (na minha opinião). A história tomou um outro rumo, mas foi um rumo melhor. Adoro a história de Jonas e penso sempre sobre como o nosso futuro pode estar fadado a ser isso que o livro mostra. Estamos caminhando para uma era tecnológica, onde sentimentos, emoções podem ser suprimidas para dar lugar a uma supremacia de não-sentimentos. Somos melhores quando somos menos vulneráveis, e o dia em que a ciência conseguir controlar isso estamos ferrados.

      Beijos,
      Mari Siqueira
      http://loveloversblog.blogspot.com

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Eu concordo com você Mari! Eu também achei o filme superior ao livro, o que é algo bem raro de acontecer. Também gostei mais do rumo em que o filme tomou apesar da diferença. Mas mesmo assim não deixa de ser um ótimo livro.
        Beijão ;*

        Excluir
    5. Olá!

      Não acredito que e uma utopia e uma série! Sério, não sabia disso.
      Quanto a adaptação cinematográfica, ainda não vi, pois quero ler o livro antes. Mas, pelo que todos falam e comentam, parece que está muito boa, fora as participações especiais.
      Tinha visto o trailer e lido a sinopse e pareceu MUITO BOM.
      Só aumentou minha vontade de ler, Maiah!
      Comprarei o livro, mas a conta chegará na sua casa, hahaha!

      Beijos literais,
      Luiz Henrique (Luke)
      instanteliteral.com

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. É um livro muito bom Luke! Ele nos faz refletir muito sobre a sociedade em que vivemos e principalmente sobre o valor da nossa liberdade.
        Por favor não me mande a conta pois estou F-A-L-I-D-A....kkkkkkkkkkk

        Beijos.

        Excluir
    6. Oii Maiah,
      Eu adoro a proposta d'O doador de memórias, pois tem uma premissa bem diferente. Eu não sabia que o livro era tão curtinho assim, achei que fossem, sei lá, umas 300 páginas. Nunca tinha prestado atenção nisso '-'
      Também não sabia que o volume dois da série já tinha sido lançado. Será que vai ter filme também? E ah, cê já assistiu ao primeiro? Adorei a resenha! Beijo,
      http://entreeleitores.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Jéssica! Acho que o 2° livro também daria um filme bem legal Quem sabe né...
        Assisti ao filme do Doador de Memórias e gostei demais viu! Em breve tem resenha aqui.
        Bjo.

        Excluir
    7. Baaaah, pensei que o livro fosse totalmente diferente, que fosse um livro único e que fosse nacional kkkkkk meu Deus, é tanto livro que a gente se confunde a acabou que eu tinha uma ideia completamente errada dele!
      Adorei a resenha! Beijos!
      http://resenhandoaarte.blogspot.in/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Sério que você pensou que fosse nacional? kkkkkkkkkkkkk
        Que bom que minha resenha te ajudou a conhecer melhor o livro! Espero que você tenha gostado :).
        Bjos.

        Excluir
    8. Oi Maiah!
      Estou doida para ler esse livro. Já assisti ao filme e adorei!
      Queria ter lido antes de assistir, mas apareceu a oportunidade e acabei assistindo.
      Espero gostar da leitura tanto quanto você!
      Beijos

      Li
      literalizandosonhos.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Aline! Espero que você leia e que goste dessa leitura tanto quanto eu!
        Beijão ;*

        Excluir
    9. Hey Maiah! Tudo bem??
      Eu já ouvi falar muito bem desse livro e pretendo lê-lo em breve ^^.
      Adorei sua resenha =)
      Abraços
      http://enjoythelittllethingss.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Que bom que gostou da resenha!
        Leia mesmo, é um ótimo livro...Recomendo :).
        Abraço.

        Excluir
    10. Eu só vi o filme e achei muito legal!!!
      Queria ler a entrevista da Taylor, sou fã dela!
      Adorei o blog!
      Beijos

      www.lacodemimosa.com

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Que bom que gostou! A entrevista da Taylor tá bem legal :).

        Bjos:*

        Excluir
    11. Olá!
      Esse livro tem sido muito comentado nos ultimos meses.
      Não assisti ao filme ainda. Menina do céu, já me comprometi à ler tantos livros que me foram indicados esse ano, mas esse tem uma ótima premissa e são poucas páginas, acho que vou passar ele na frente de outras leituras HAHAHA!
      Adorei sua resenha, muito bem escrita.
      Um beijo <3

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Fico feliz que tenha gostado e que pense em dar uma chance ao livro! É uma leitura muito boa e vale muito a pena.

        Bjos.

        Excluir
    12. Oii ! Não consegui me interessar pela história desse livro. Ainda mais por ser pequeno, dá a entender que tudo se passa rápido demais!
      Porém, gostei da resenha, você detalhou bem!
      Bjo
      mundoemcartas.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Que pena que não gostou Markus! É uma ótima leitura e com uma história muito interessante.
        Abraço.

        Excluir
    13. Oi, Maiah! Tudo bem?!

      Não consigo acreditar que esse livro tem menos que 200 páginas! :O Pela sinopse dele, eu achava que ele era bem maior. O bom é que dá pra ler em um dia, assim como você fez. Já coloquei os dois na minha TBR do skoob. Adoro suas resenhas!

      Beijos,

      Juliana Garcez.

      www.livroseflores.com

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Pois é Ju, ele deveria ser bem maior, pois é uma história boa demais!
        Beijão ;*

        Excluir
    14. Oi Maiah, tudo bem ???
      Nossa eu não sabia que esse livro era tão curtinho, eu sempre pensei que ele tinha umas 300 páginas, rsrsrs.
      Gostei muito da sua resenha, mas acho que eu teria um problema com a história, principalmente por ser curtinha e meio rápida, rsrs
      O livro parece ser um bom livro, com uma história legal e interessante, mas até hoje eu não consegui me identificar, não surgiu aquela vontade de ler sabe ???

      Beijinhos
      Hear the Bells

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Que bom que gostou da resenha e que bom que o fato do livro ser curto tenha te agradado. Tenho certeza que irá gostar bastante então :).
        Bjos

        Excluir
    15. Eu javi o filme, mas estou doida pra le-lo. Estou esperando voltar de viagem pra compra-lo!!
      Grande beijo, sucesso!! <3
      Vamos retribuir! http://teenlife-pa.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Espero que leia e que goste bastante Ana!
        Abraços.

        Excluir
    16. Eu necessito comprar o livro. Minha irmã veio saber do livro primeiro e me indicou o filme. Esperava que não fosse gostar, mas se tornou um dos meus filmes favoritos. Gosto da ideia que o filme passa e da discussão que propõe.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. O filme é também muito bom Augusto! Eu também adorei o tema discutido no livro e filme.

        Abraço!

        Excluir
    17. Oiee, tudo bem?
      Eu perdi uma grande promoção desse livro e quero muito lê-lo :(
      Porém não sabia que se tratava de uma série hahaha
      bom saber!!
      Gostei muito da sua resenha e ela só me deixou com mais vontade de ler esse livro *-*

      Beijos da Di ❤
      Parte de Minha História

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Edlaine, tudo bem?
        Fico feliz em saber do seu interesse pelo livro e mais feliz ainda por saber que me resenha te despertou ainda mais o interesse nele.

        Beijão ;*

        Excluir
    18. Olá!

      Já ouvi falar muito desse livro e do filme também. Pena que o filme nem chegou a ser passado nos cinemas da minha cidade, mas pela sua resenha vejo que não irei me decepcionar nem com o filme e nem com o livro.

      Beijos
      http://coolturenews.com.br

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Bruna! Aqui passou, mas eu preferi ler primeiro e só depois fui ver o filme!
        Ambos são ótimos e recomendo demais!
        Bjo.

        Excluir
    19. Maiah! Quanto tempo! Como você está, iniciou bem o ano? Aproveitou o Natal? :D
      Fiquei muito feliz em voltar às visitas frequentes em blogs. Eu estava verdadeiramente sumida esse período de fim de ano. Acho que é normal afinal, não é? Me sinto até com um pesinho a mais nas costas por perder posts muitos bacanas como este. Ao ler o título da postagem, me surpreendi por não saber que queria ter sua opinião sobre esse livro. Suas resenhas são uma das que mais admiro, indo direto ao ponto. Não faltam informações e não se fala demais.
      O Doador de Memórias me parece ser uma leitura repleta de reflexões e profundos ensinamentos. Mesmo que a autora diminua um pouco essa oportunidade, acredito que a narrativa contínua nesses casos evita uma leitura cansativa e enjoativa demais - coisa que procuro evitar ao máximo. xD
      Palavras impecáveis para descrever a trama Maiah. Já vi muitas resenhas sobre o livro e definitivamente a indicação está guardadinha na Wish List. Infelizmente, muito muito muito, infelizmente eu detestei a capa de A Escolhida. Não sei se pelo fato de a capa de O Doador de Memórias ser baseado no filme e não seguir a verdadeira intenção da autora.
      Um beijo enorme minha linda!
      Paula, Poetisa & Literária

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Iniciei com algumas aflições, mas agora graças a Deus está tudo bem!
        Espero que você tenha começado bem 2015...
        O Doador de Memórias é realmente um livro que nos faz refletir bastante. A narrativa da autora é muito boa e nós faz querer ler o livro todo de uma vez...
        Obrigada pelos elogios! Fico muito lisonjeada com um comentário tão lindo ♥.

        Beijão ;*

        Excluir
    20. Também gostei muito do livro, mas acredita que acho que gostei mais do filme? Achei que o segundo livro seria sobre o Jonas também e fiquei meio decepcionada quando descobri que não era já que, como você disse, o livro é curtinho. Beijos, Jú
      docurailusoria.blogspot.com

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Também gostei mais do filme Julia! Também queria saber mais sobre o Jonas! Gostei demais desse personagem!

        Bjo.

        Excluir