• Início ♥
  • Sobre ♥
  • Contato ♥
  • Layouts ♥
  • Resenhas ♥
  • Parcerias ♥
  • Rádio ♥
  • 09 março, 2015

    Resenha: Livro Amaldiçoado (O Pacto)



    Amaldiçoado, lançado anteriormente como O Pacto, é um livro escrito pelo autor Joe Hill e publicado no Brasil pela Editora Arqueiro. O livro foi relançado em janeiro desse ano, com título e capa do filme. O livro foi gentilmente cedido ao blog em parceria com a editora.


    O livro possui um total de 320 páginas, divididas em 5 partes e 50 capítulos. Os capítulos são curtos, o que faz com que a leitura flua rápido. A tradução foi feita por Bárbara Heliodora e Helen Potter Pessoa.



    A diagramação está bem simples. Com páginas amareladas e bons tamanhos de margem, espaçamento e fonte.


    Sinopse: Ignatius Perrish sempre foi um homem bom. Tinha uma família unida e privilegiada, um irmão que era seu grande companheiro, um amigo inseparável e, muito cedo, conheceu Merrin, o amor de sua vida. Até que uma tragédia põe fim a toda essa felicidade: Merrin é estuprada e morta e ele passa a ser o principal suspeito. Embora não haja evidências que o incriminem, também não há nada que prove sua inocência. Todos na cidade acreditam que ele é um monstro. Um ano depois, Ig acorda de uma bebedeira com uma dor de cabeça infernal e chifres crescendo em suas têmporas. Além disso, descobre algo assustador: ao vê-lo, as pessoas não reagem com espanto e horror, como seria de esperar. Em vez disso, entram numa espécie de transe e revelam seus pecados mais inconfessáveis. Um médico, o padre, seus pais e até sua querida avó, ninguém está imune a Ig. E todos estão contra ele.

    Amaldiçoado, lançado anteriormente como O Pacto, foi o primeiro contato que tive com o autor Joe Hill, e pessoal, que grata surpresa esse livro me trouxe.
    Iniciei essa leitura de uma forma despretensiosa e sem esperar muito do livro ou da história, mas fui conquistada a cada página, e envolvida pela  trama tão bem criada pelo autor.

    Ignatius Perrish, acorda em seu apartamento após uma noite de bebedeira e não se recorda de muita coisa. Ele está com uma ressaca terrível e uma dor de cabeça infernal. Ao se olhar no espelho ele se espanta ao ver que estão crescendo chifres em suas têmporas. De início ele fica muito assustado e sem saber o que fazer. Começa a acreditar que está alucinando por conta da bebedeira e que os chifres são coisa de sua imaginação.
    Ao ir ao encontro de sua namorada Glenna, que estava na sala, Ig se espanta ao perceber que a namorada não se assustou ou se surpreendeu com seus chifres, e fica espantado quando ela espontaneamente confessa que o traiu com o amigo dele.
    Mais surpreso ainda ele fica quando percebe que isso acontece com todo mundo que o vê. É como se as pessoas quando o vissem sentissem o impulso de confessar todos os seus pecados e opiniões mais cruéis. As pessoas não conseguem mentir para Ig e ele meio que desperta o pior das pessoas.

    Prendeu a respiração, levantou os olhos, viu seu reflexo no retrovisor. Os chifres continuavam lá. Já tinha se acostumado a vê-los. Estavam se tornando parte do seu rosto. Esse pensamento fez com que tivesse um calafrio de repulsa.

    Durante uma parte da história, Ig sofre muito ao conhecer a verdadeira opinião de sua família sobre ele. Todos são muito cruéis com ele, e ele percebe que não há mais lugar pra ele junto deles.
    Ele também sofre muito pela perda da namorada Merrin, que foi brutalmente estuprada e assassinada. Ig se tornou o maior suspeito de sua morte na época e apesar de sua família o ter defendido e feito com que ele não fosse preso, agora com seus poderes, Ig descobre que todos em sua família, com exceção de seu irmão Terry, acreditam que ele realmente tenha matado Merrin e que seus pais e sua avó guardam muito rancor dele por isso.

    O pior de tudo é quando Ig conversa com seu irmão e descobre a identidade do verdadeiro assassino de Merrin. A partir daí, Ig vira as costas para sua vida e decide se vingar do assassino de Merrin, e ele acaba descobrindo que quando não se tem mais ninguém com quem contar e uma vingança para fazer, ser o Diabo pode não ser tão ruim assim.

    Joe Hill nos brinda com um livro surpreendente e com uma narrativa muito boa. A história é muito interessante e te faz querer ler mais e mais.
    A narrativa em 3° pessoa, alterna os fatos que estão acontecendo no presente com Ig, com fatos do passado de Ig ou de outros personagens envolvidos na trama. Apesar da constante mudança entre passado e presente, isso não me atrapalhou durante a leitura, pois fica muito claro para o leitor quando se está falando do presente ou quando estão narrando acontecimentos passados.

    Como a vida era igual a uma bala em direção ao alvo, impossível de desviar ou desacelerar, e você, assim como a bala, não sabia o que iria encontrar, nunca saberia de nada além da velocidade do impacto.

    O autor nos faz refletir o quanto o ser humano pode ser mau e cruel e o quanto nós podemos nos enganar com relação as pessoas, que escondem a verdadeira face. Nesse livro em matéria de maldade alguns personagens conseguem ser tão maus ou até piores que o Diabo.

    O livro tem uma linguagem um pouco obscena e que pode incomodar leitores mais sensíveis, mas mesmo assim ele conseguiu me agradar muito e isso acabou não sendo importante durante a leitura.
    Recomendo muito esse livro para quem curte o gênero e recomendo também para quem não gosta, pois tem medo. Esse não é um livro que te dará sustos durante a leitura, mas sim um livro que irá te envolver e conquistar sua atenção com um emaranhando de suspense e emoção.

    A alma não pode ser destruída.  A alma é eterna. Como o número pi, ela não tem fim nem conclusão. Como o pi, ela é uma constante. Pi é um número irracional, impossível de ser fracionado. A alma também é uma equação irracional e indivisível que expressa perfeitamente uma coisa: Você.

    Classificação:

    30 comentários:

    1. Oi, Maiah! Tudo bem?

      Olha, confesso que eu julgo um pouco esse livro pela capa sim, rsrs. Acho horrível! E a história também não me atrai muito, apesar de eu adorar o gênero. Eu fui ao cinema esses dias e passou o trailer do filme. Achei muuuuuuuuito viajado! =/ Porém, fico feliz que você tenha dado 5 estrelas ao livro. Quem sabe eu não me empolgo, né? rsrs Geralmente me identifico com seu gosto literário.

      Beijos,

      Juliana Garcez |Livros e Flores

      ResponderExcluir
    2. Oi, tudo bem?
      Eu queria assistir o filme por causa de Daniel, quando vi do que se tratava eu não queria mais assistir, em sua resenha falou bem detalhado da história, não gosto desse gênero e a capa podia ser um pouco melhor. Um dia assisti um filme de terror por causa de Daniel e fiquei 3 dias sem dormir '-' Está de parabéns pela resenha linda <3
      Beijos www.doceliterario.com

      ResponderExcluir
    3. Amiga eu adorei a sua resenha, até porque você se expressa muito bem quando gosta de um livro, mas eu sinceramente acho que não pegaria essa obra para fazer a leitura, pelo menos no momento, seilá, porque eu sou do tipo sensivel e que fica impressionada muito fácil e acho que não seria o momento para mim agora =x MAS MESMO assim quem sabe um dia eu ainda leio ele. Apesar que tem tantos livros bons da arqueiro saindo que tá dando vontade de ler todos que estão saindo. O problema é o dinheiro que tá curto, ainda mais agora que estou querendo comprar um celular de 800 pau =x

      Enfim...Mas parabéns pela resenha, porque ficou muito boa.
      Espero que seus leitores gostem da história =]

      http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/03/resenha-eu-fico-loko.html

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Amiga quando você atualizar o seu cantinho me avisa para que eu possa passar aqui para retribuir tá?
        Queria te convidar para ver minha nova resenha.
        Fico te esperando, pois quero saber sua opinião =]

        http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/03/resenha-diario-de-um-adolescente.html

        Excluir
    4. Oi Maiah!
      Eu estava doida para ler esse livro desde que soube do lançamento. Agora, após ler sua resenha, fiquei mais curiosa ainda!
      Principalmente sobre a reflexão que o livro causa do quanto podemos nos enganar com as pessoas.
      Quero muito conhecer Ig e sua história!
      Beijos.

      Li
      literalizandosonhos.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    5. Oi Maiah, tudo bem ???
      Confesso que morro de vontade de ler esse livro. Uma prima minha tem o exemplar antigo, quando o título ainda estava como O Pacto, e desde o momento em que coloquei meus olhos nesse livro eu não tirei mais da cabeça. Parece ser um livro tão interessante, e sua resenha veio para confirmar isso, além de aumentar a minha vontade de ler !!!
      Espero conseguir realizar a leitura em breve !!!

      Beijinhos
      Hear the Bells

      ResponderExcluir
    6. Oi! Tudo bom? Nossa, quero TANTO ler este livro. Muito mesmo! Haha. Ainda bem que você gostou. Vou comprar ele em breve <3

      Beijos,
      www.falandoemlivros.com

      ResponderExcluir
    7. Oi Maiah, tudo bom? Gostei da tua resenha! Adorei a nova edição de O Pacto também; na verdade, nem sabia que era o mesmo livro e quando vi no skoob fiquei super confusa aheuaeha Gosto de livros que nos fazem refletir e acho que não seria diferente com esse. Beijos,
      www.entreleitores.com

      ResponderExcluir
    8. Olá =)

      Quero MUITO ler esse livro, ainda mais depois que descobri que ele é filho do King! Mal posso esperar para lê-lo! Gostei muito da sua resenha! Já está na lista de desejados!!!

      Beijos
      http://procurei-em-sonhos.com/

      ResponderExcluir
    9. Me falaram bem desse livro e já me indicaram muito a leitura, mas não é o meu tipo de livro. Não sei, eu sempre gostei mais de livros com enredos mais leves, e pelo o que eu vi do trailer do filme, a história em si é bem pesada.

      http://laoliphant.com.br/

      ResponderExcluir
    10. Oi Maiah, tudo bem? AAh, com o Harry Potter... ops, Daniel Radcliffe essa capa ficou perfeita, gosto mais dela do que a original, e é difícil falar isso de capas de filmes. Enfim, tenho muita vontade de conhecer alguma obra do autor e algumas resenhas que tenho lido desse filme me fazer querer lê-lo. Parece ser um livro bem profundo e que mostra bem a fundo a alma do ser humano, o quanto ele pode ser cruel, o quanto se pôde ir quando já não se tem mais nada.

      Adorei a resenha!!

      Beijinhos,

      Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

      ResponderExcluir
    11. Eu já li esse livro e adorei. Gosto muito da escrita do Joe Hill, já li outros livros dele e super recomendo. Pretendo reler porque não entendi muito o final, acho que estava tão afobada para terminar que não prestei muita atenção. Adorei a resenha, beijos.
      www.reinodaloucura.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    12. Eu queria muito conseguir ler esse tipo de livro, falam sempre tão bem maas não consigo rs. Sou mais livros policiais/suspense mais leves, esse só a capa me dá nervoso ~sim, medrosa~
      Quem sabe um dia rs

      http://nerdicesdeumagarota.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    13. Olá,

      Nossa eu via esse livro e não fazia ideia do que se tratava agora fiquei super curiosa. Imaginando não poder contar mentiras pra uma pessoa deve ser bem complicado. Claro que não mentimos tanto, mas não poder nem falar que se sente bem quando se sente mal. Li um livro do Joe e amei, agora quero esse.

      Beijos.
      Visite: Paradise Books // Participe: Top Comentarista

      ResponderExcluir
    14. Adorei seu blog <3 Acabei de conhecer!

      Mar Paschoal
      www.LaGarota.com.br

      ResponderExcluir
    15. OOoi,

      Tô vendo muuuitas resenhas desse livro, eu não sou fã da capa, porque é uma pessoa e tals, não gosto de gente revelada na capa :(
      Mas o enredo parece ser muito bem feiTo, estou lendo muitos elogios sobre a escrita e o rumo da história. Estou cogitando ler o livro para saber como a maldade humana pode ser descrita nessa obra.
      Gostei muito da sua resenha, aaah o que me atrai também é o fato do passado e o futuro serem narrados e não atrapalham nada


      Beijinhos,
      www.entrechocolatesemusicas.com

      ResponderExcluir
    16. Hey! Uma colega de classe já me indicou esse livro. Ela me mostrou na classe.

      Adorei o gênero, realmente pretendo ler!

      MEUS PARABÉNS PELA RESENHA! haha :D

      Malfeito Feito | FanPage

      ResponderExcluir
    17. Que legal, não sabia que o livro tinha sido lançado com novo título e nova capa.
      Tenho bastante curiosidade pelo livro, a premissa me envolve e eu adoro o fato dos capítulos serem curtos (eu tenho um sério problema de não conseguir parar de ler no meio de um capítulo).
      Adorei sua resenha, espero muito poder ler em breve!
      Beijão!

      ResponderExcluir
    18. Uau, estou louca para ler esse livro. E sua resenha me deixou com mais vontade ainda.
      É o tipo de livro que adoro! Também quero ver o filme com o Daniel, vi muitos comentários sobre a atuação dele.

      Bjs

      www.cladassombras.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    19. Oi tudo bem?

      Confesso que esse não é meu gênero literário favorito, e sei que você vai me julgar, mas não curto muito os filmes do Daniel Rodcliffe, então já pela capa já penso, " Não vou gostar", mas a sua resenha ficou ótima.

      abs.

      http://perdidoemlivros.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    20. Ainda não tinha conferido nenhuma resenha sobre esse Livro, nem pesquisado informações sobre o Filme, mas fiquei muito animada com a sua resenha e com a história! Apesar de se desenvolver em um assunto que me da medo fiquei com muita vontade de ler! O.O
      Vou querer conferir o Filme também depois! Esperamos que seja fiel!

      Beijoooos e até logo! :D
      https://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

      ResponderExcluir
    21. E depois de uma resenha mega empolgada como essa, como é que a pessoa não tem vontade de ler?
      Vejo muita gente falando bem dos livros do Joe Hill e, tendo King como pai, já fico imaginando maravilhas sobre a escrita dele.
      Nunca li nada dele, mas queria começar por esse, ainda mais por conta do filme (que eu vou assisti, claro!). Espero gostar tanto assim como vc!
      Beijos
      Coisas de Meninas

      ResponderExcluir
    22. Eu ganhei esse livro ainda com a capa original mas ainda não realizei a leitura. Cada resenha que eu leio a minha vontade só aumenta. Estou com o filme mas ainda não assisti porque quero ler antes. Bom, adorei a resenha e não vejo a hora de ler essa história.

      ResponderExcluir
    23. Olá,
      Nunca tinha ouvido falar desse livro
      mas me chamou a atenção, mesmo não sendo me gênero preferido rs
      Coloquei na lista de livros para ler
      beijos
      http://entree-virgulas.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    24. Oi Maiah, tudo bem?
      Conheci seu blog agora e o achei muito lindo! *-*
      Eu tenho muita curiosidade de ler essa obra, mesmo não sendo muito fã do gênero a premissa me chamou a atenção e acho que seria uma boa forma de iniciar a leitura de um gênero diferente; sem falar que eu quero assistir ao filme, então com certeza pretendo ler esse livro logo. Adorei a capa também e as fotos que você colocou na resenha ^^
      Abraços,
      Andy - StarBooks

      ResponderExcluir
    25. Olá!

      AI MAIAH! Nossa! A história parece ser interessante demais. Conhecia apenas o Joe Hill, mas não acompanhei nenhuma vez suas obras.
      O fato de todos 'jogarem' a realidade, falarem só a verdade para Ignatius me pareceu um pouco forte mas ao mesmo tempo interessante. Só não gostei muito do fato de 'ter chifres' nascendo.
      Não sei. Quem sabe leia e goste?

      Beijos literais,
      Luiz Henrique (Luke)
      instanteliteral.com

      ResponderExcluir
    26. Oi Maiah! Não tinha muita curiosidade em ler a obra, mas depois de sua resenha o que posso fazer?? Tenho que ler né. Estou me acostumando com linguagens obscenas e por isso não irá incomodar tanto. Espero ler e descobrir mais a respeito da trama

      Beijos
      http://www.amorliterario.com

      ResponderExcluir
    27. Eu me imaginei escrevendo um livro,que falaria sobre minha própria vida. O título, não poderia ser mais sugestivo, só que, é uma história real. Acho que há, pouca coisa, capaz de me surpreender.

      ResponderExcluir
    28. Eu me imaginei escrevendo um livro,que falaria sobre minha própria vida. O título, não poderia ser mais sugestivo, só que, é uma história real. Acho que há, pouca coisa, capaz de me surpreender.

      ResponderExcluir
    29. Olá! Conheci a história pela adaptação e desde então estou louca para ler! A história é muito interessante, espero que o livro me passe as mesmas sensações que o filme me passou. Adorei a resenha.

      ResponderExcluir