• Início ♥
  • Sobre ♥
  • Contato ♥
  • Layouts ♥
  • Resenhas ♥
  • Parcerias ♥
  • Rádio ♥
  • 30 março, 2015

    Resenha: Livro Dois Garotos Se Beijando



     Dois Garotos se Beijando é um livro do autor David Levithan, e que foi lançado no Brasil em março de 2015 pela Editora Galera Record. O Livro foi gentilmente cedido em parceria com a editora.


    O livro possui 222 páginas e não é dividido em capítulos. O autor divide o livro intercalando o que está acontecendo com cada um dos garotos. A tradução foi feita por Regiane Winarski.


    A diagramação é simples e agradável. As páginas são amareladas, a fonte tem um ótimo tamanho e as margens e espaçamentos também estão agradáveis. Achei a capa do livro linda e sou do time das que preferem a capa nacional a original. Acho que a Galera conseguiu através dessa capa passar a mensagem do livro com muita sutileza.


    Sinopse: Baseado em fatos reais e em parte narrado por uma geração que morreu em decorrência da Aids, o livro segue os passos de Harry e Craig, dois jovens de 17 anos que estão prestes a participar de um desafio: 32 horas se beijando para figurar no Livro dos Recordes. Enquanto tentam cumprir sua meta — e quebrar alguns tabus —, os dois chamam a atenção de outros jovens que também precisam lidar com questões universais como amor, identidade e a sensação de pertencer. 

    Dois Garotos se Beijando conta paralelamente a história dos jovens Craig, Harry, Tariq, Avery, Ryan, Cooper, Peter e Neil.
    Cada um desses garotos tem uma história e uma situação diferente e a principal coisa que partilham é o fato de serem gays e os dilemas com que cada um convive.
    Toda a história se passa em um curto intervalo de dias. E aos poucos vamos conhecendo cada um dos garotos e as suas particularidade.

    Craig e Harry, eram namorados e hoje em dia são bons amigos. Eles conhecem Tariq, depois de uma visita que fizeram a ele, enquanto ele estava em casa se recuperando. Tariq levou uma surra de estranhos na rua, que bateram nele pelo fato de ele ser gay. Tariq era uma pessoa que estava feliz e satisfeito com sua condição, mas a surra que levou o deixou cheio de medo e o fez perder um pouco da confiança que tinha.

    Indignado com essa situação, Craig, que em sua infância tinha o sonho de fazer parte dos livros dos recordes, tem a ideia de tentar quebrar o recorde de beijo mais longo do mundo, como uma forma de manifestação, para provar que é normal dois garotos se beijarem. E depois de meses de preparação o grande dia chegou.
    Os pais de Harry, sabem que ele é gay e além de apoiar o filho, estão super orgulhosos pelo que ele está preste a fazer. Já a família de Craig, ainda não sabe que o filho é gay, e ele tem medo da reação deles ao saber do beijo.

    Peter e Neil são namorados a 1 ano. Os pais de Peter sabem do namoro do filho e não se importam com isso. Os dois formam um casal muito fofo, e que estão no auge do relacionamento. A única coisa que incomoda Neil é o fato de os pais dele ainda não saberem que ele é gay.

    Desde o começo todos dizem que não vai durar. Mas agora, mesmo que não dure para sempre, parece que durou o bastante para ser importante.

    Avery e Ryan, se conhecem em um baile gay que foi promovido na cidade de Ryan. Os dois assim que se veem se sentem ligados, e após uma noite mágica de muita dança, eles trocam telefones e Ryan promete ligar para Avery no dia seguinte. Ambos estão muito ansiosos pelo próximo encontro, mas principalmente Avery, que não sabe bem como contar para Ryan que é transexual e também tem medo da reação de Ryan ao descobrir, que ele nasceu menino no corpo de uma menina.

    Cooper, passa noites e noites em claro na frente do computador conversando online com homens em sites de sexo ou relacionamento, ele tem várias contas falsas, e tem várias conversas picantes com homens da mais variada faixa etária. 
    Tudo desaba para Cooper quando sua família descobre o que ele faz no computador, e seu pai lida super mal com o fato do filho ser gay, o que acaba fazendo com que cooper fuja de casa.

    O livro tem uma narrativa sensacional e única. Todas as histórias dos garotos são narradas por homossexuais que viveram nas décadas passadas e que já morreram, em sua maioria de Aids. Todos eles viveram várias das aflições que os garotos estão passando agora, só que em uma época onde a homossexualidade era um tabu ainda maior do que hoje e onde um diagnóstico de Aids era praticamente uma sentença de morte. Durante toda a narrativa eles torcem pelos protagonistas e sentem muitas saudades de tudo que não podem viver mais e de tudo que deixaram para trás com a morte.

    Acreditem em nós: Existe um equilíbrio quase perfeito entre o passado e o futuro. Enquanto nos tornamos o passado distante, vocês se tornam um futuro que poucos de nós poderiam ter imaginado.

    Não só a narrativa, mas o livro inteiro é sensacional! Esse é o primeiro livro do Levithan que leio e ele me conquistou, com personagens fofos e apaixonantes e com uma linda história que trata não apenas de homossexualidade, mas principalmente de amor, família, aceitação, bullying, preconceito...

    Esse é sem dúvidas um livro que todos deveriam ler, pois através dele nós temos uma visão única, leve e muito verdadeira dos abusos e da luta diária que é ser homossexual em uma sociedade ainda tão preconceituosa.

    O amor é tão doloroso; como podemos desejar para alguém? E o amor é tão essencial; como podemos atrapalhar o progresso dele?

    Classificação: 

    27 comentários:

    1. Oi Maiah, linda! <3
      Eu estou maluca por esse livro. Se tem algo que me chateia é ter perdido essa parceria com a Galera e não poder ler mais os livros do Levithan HAHAH' Fazer o quê, vou ter que comprar, rs.
      Eu adoro a forma como David expõe assuntos tão 'polêmicos' de uma maneira sutil, natural, mostrando que dois garotos se beijando são uma coisa normal, assim como sua escrita. Resenha incrível! Eu gosto muito dessa capa apesar de tudo o que as pessoas falaram.


      Beijo,
      Mari Siqueira
      http://loveloversblog.blogspot.com

      ResponderExcluir
    2. O livro parece bem interessante, ótima resenha. Beijos.
      sabedorianaoseiescrever.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    3. Olha eu simplesmente tenho que confessar que amei tudo que você falou em sua resenha, porque tudo que você disse é algo que acontece muito ainda no nosso dia-a-dia. Ontem mesmo, eu vi uma noticia de um garoto de 14 que foi espancado por conta dos pais adotivos serem gays e tipo, ele não morreu por conta da pancada, mas mesmo assim sabe, fiquei chocada.Ele tinha 14 anos. E acho que esse assunto é bastante delicado ainda hoje em dia, porque outras pessoas acabam sofrendo por causa disso. Preconceito ainda tem muito. Acho que todos temos preconceito contra isso, porque pra gente não é normal, mas DISCRIMINAR uma pessoa NUNCA. Se a pessoa se sente bem e feliz com a escolha que fez BELEZA sabe? Eu vou respeitar, mas agora bater ou fazer mal pra pessoa é falta de bom senso. Sinceramente é algo que andei pensando bastante por conta do livro que tinha terminado de ler...AS CORES DO ENTARDECER que fala do preconceito contra os negros e tem me feito pensar muito nessa coisa das pessoas terem o preconceito. Confesso...Acho que todo mundo tem preconceito...eu ...vc ...outras pessoas, porque pra gente não é normal ver alguem da nossa familia ou até mesmo filhos nossos com relação com uma pessoa de mesmo sexo, porque a gente não tá acostumada a ver aquilo sabe? Mas é que nem eu disse...RESPEITO. Eu não aceito, mas eu respeito a pessoa que fez tal escolha e não discrimino. Acho que isso é mais importante hoje em dia na sociedade, porque se fosse assim, acho que o mundo seria muito melhor.

      http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/03/resenha-maquiado-para-morrer.html

      Entendeu o que eu quis dizer né? hehehehe

      ResponderExcluir
    4. Olha eu simplesmente tenho que confessar que amei tudo que você falou em sua resenha, porque tudo que você disse é algo que acontece muito ainda no nosso dia-a-dia. Ontem mesmo, eu vi uma noticia de um garoto de 14 que foi espancado por conta dos pais adotivos serem gays e tipo, ele não morreu por conta da pancada, mas mesmo assim sabe, fiquei chocada.Ele tinha 14 anos. E acho que esse assunto é bastante delicado ainda hoje em dia, porque outras pessoas acabam sofrendo por causa disso. Preconceito ainda tem muito. Acho que todos temos preconceito contra isso, porque pra gente não é normal, mas DISCRIMINAR uma pessoa NUNCA. Se a pessoa se sente bem e feliz com a escolha que fez BELEZA sabe? Eu vou respeitar, mas agora bater ou fazer mal pra pessoa é falta de bom senso. Sinceramente é algo que andei pensando bastante por conta do livro que tinha terminado de ler...AS CORES DO ENTARDECER que fala do preconceito contra os negros e tem me feito pensar muito nessa coisa das pessoas terem o preconceito. Confesso...Acho que todo mundo tem preconceito...eu ...vc ...outras pessoas, porque pra gente não é normal ver alguem da nossa familia ou até mesmo filhos nossos com relação com uma pessoa de mesmo sexo, porque a gente não tá acostumada a ver aquilo sabe? Mas é que nem eu disse...RESPEITO. Eu não aceito, mas eu respeito a pessoa que fez tal escolha e não discrimino. Acho que isso é mais importante hoje em dia na sociedade, porque se fosse assim, acho que o mundo seria muito melhor.

      http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/03/resenha-maquiado-para-morrer.html

      Entendeu o que eu quis dizer né? hehehehe

      ResponderExcluir
    5. Lindo! É a segunda resenha que leio desse livro hoje, e se ele já estava na minha mira, agora nem sei mais o que dizer! Hahahah Vou tentar comprá-lo nesse final de semana, será que já está nas livrarias?
      Um abraço,
      Monalisa
      www.literasutra.com

      ResponderExcluir
    6. Olá Maiah <3
      O mundo tem que aceitar os gays, não adianta espancar por ser gay que não vai mudar nada, eu sou evangélica e perto dos meus pais falo que não aceito isso, mas a verdade eu aceito e adoro ter amigos gays, cada noticia passa na tv sobre isso, é apenas um ser humano normal, pretendo ler esse livro e também outros livros do autor que todos falam muito bem dos livros. Sua resenha ficou um amor <3
      Beijos - www.doceliterario.com

      ResponderExcluir
    7. Esse livro é simplesmente o maior amor do mundo. Quando eu comecei a ler, estava com muito receio de não ser o que eu esperava e de não acabar gostando. Mas a narrativa foi simplesmente uma das mais lindas que li nos últimos tempos, e fiquei encantada com a maneira que o autor resolveu contar a história e acho que é uma leitura que todo mundo deveria fazer.

      http://laoliphant.com.br/

      ResponderExcluir
    8. Oi, tudo bom? Eu super apoio o fato de estar tendo vários livros sobre homossexualidade. O preconceito tem que ser banido e as editoras lançando livros sobre o tema ajuda muito.
      A escrita do David Levithan é realmente apaixona te, já li Todo Dia dele e fiquei estasiada. Ele consegue prender o leitor do começo ao fim e eu recomendo que você leia Todo Dia, tenho que certeza que irá gostar.
      Me interesso muito por ler Dois garotos se beijando e pretendo ler em breve.
      Beijos, lendocomabianca.blogspot.com

      ResponderExcluir
    9. Oi flor, tudo bem ???
      Eu não tive a oportunidade de conferir a capa original deste livro, mas a capa nacional está muito bonita !!! Adorei a cor de fundo, acho esse tom de azul tão bonito e ao mesmo tempo em que é chamativo é suave e calmo. Gostei muito do fato que eles utilizaram palavras para formar o desenho da capa, ficou uma graça !!!
      Eu gostei bastante da premissa do livro mas fiquei com algumas dúvidas com relação a forma como ele foi escrito, você poderia tirar as minhas dúvidas Maiah ?! Por exemplo, já que o livro aborda a história e os detalhes da vida de vários garotos, a primeira coisa que me passou na cabeça é se essas histórias se interligam de alguma forma ou não, são apenas história separadas ? Outra coisa que eu pensei é que, se as histórias se interligam uma com a outra, o livro não fica confuso ? Fiquei com essas dúvidas.

      Beijinhos
      Hear the Bells

      ResponderExcluir
    10. Oi, Maiah! Tudo bem?

      Que legal o livro ser baseado em histórias reais. Gostei bastante da sua resenha... Eu nunca tinha lido nada sobre esse livro, só tinha visto a capa por aí. Então eu não sabia do que se tratava. Pelo que foi pontuado, pude perceber o quão realístico esse livro é. São situações que de fato acontecem no dia-a-dia das pessoas e isso eu achei muito interessante. Além disso, o fato do livro ter apenas 222 páginas e ser tão sensacional assim me faz ter vontade de lê-lo! Amiga, eu já disse que você vai me falir assim? rsrs

      Beijos,

      Juliana Garcez |Livros e Flores

      ResponderExcluir
    11. Oi Maiah!
      Estou muito curiosa para ler esse livro, ainda mais depois de saber que é baseado em fatos reais. Sua resenha é a primeira que eu leio e confesso que me deixou ainda mais curiosa. Principalmente por ter convivido, quando criança, com alguns amigos da minha mãe, que eram homossexuais e morreram de aids. Lendo sua resenha me lembrei muito deles, eram especiais...
      Ótima resenha!
      Beijos

      Li
      Literalizando Sonhos

      ResponderExcluir
    12. Oi Andrea tudo bem, ainda não finalizei o último livro mas estou receosa quanto ao último, adorei a coluna e acho super válido saber a percepção de cada uma de suas convidadas! parabéns
      Bjkas
      Dani Casquet - Livros, a Janela da Imaginação

      ResponderExcluir
    13. Oi! ^^

      Adorei a sua resenha! :) Já tinha visto a capa desse livro em alguns blogs e estava ansiosa para ler uma resenha e ver realmente do que se tratava. Pelo que você escreveu o livro parece ser muito envolvente e agradável de ler. Não faz parte do meu gênero de leituras (sou mais uma fantasia, aventura ou terror), mas está parecendo uma ótima recomendação para quem gosta de ler sobre relacionamentos, romance e os problemas atuais com esse preconceito enraizado. Cadê o amor, pessoal?

      Beijussss;
      https://facebook.com/BlogMenteHipercriativa
      http://hipercriativa.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    14. Olá
      Sou doida pra ler esse livro, não leio muito sobre o tema mas estou super curiosa.
      Não sabia que tinha vários personagens , vários dilemas gostei disso.
      Gostei tbm da capa. Adoro romances e esse sem dúvida foi pra minha lista
      Adorei sua resenha :D

      Malucas por Romances

      ResponderExcluir
    15. Esse livro está gritando por mim, acho que vai ser minha proxima paixão. Cada resenha e cada vez que eu vejo a capa só reafirmam isso. Amei a resenha por você ter colocada algumas coisas que ainda não sabia ♥

      ResponderExcluir
    16. Oie! Tudo bem?

      Ainda não tinha lido nenhuma resenha deste livro. Também não li nada do David, ainda! Mas pretendo, porque quero conhecer o autor e porque gosto dessa temática LGBT das histórias dele, bem interessante.
      Adorei a resenha, acredito que eu vá gostar do livro sim! Muito legal ter vários personagens, cada um com sua história e elas se entrelaçarem, em meio ao preconceito, romances e afins!
      Lerei com certeza!

      Beijos!

      http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    17. Eu não gosto muito da escrita do David, então provavelmente não leria o livro. No entanto, tenho que elogiar sua resenha, pois de todas as que já andei lendo por aí a sua foi a mais completa, com mais opiniões sobre o que realmente achou da obra. Adorei! Beijos!

      ResponderExcluir
    18. Oi Maiah...
      Ouvi falar muito da escrita fluída do livro.
      Eu confesso que não leria o livro por agora, mas quem sabe mais para frente.
      Acho legal o livro abordar algum tema atual, isso chama atenção. E parece que ele aborda família e tudo o mais.

      livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    19. Oi, Maiah!
      Então, acompanhei a polêmica da capa desse livro, muitas pessoas indignadas porque não usaram foto de dois garotos se beijando como na versão original. Mas eu gostei tanto dessa! Achei linda e original, pra combinar bem com esse livro de história inspiradora que nos faz ver o outro lado da moeda. Espero poder ler em breve. Amei sua resenha!
      Com carinho,
      Celly.

      http://melivrandoblog.blogspot.com/

      ResponderExcluir
    20. Gostei de saber que é um livro com tema homosexual, não gostei muito da premissa, acho que poderiam ter trabalhado melhor, mas não posso opinar muito, pois não li. Mas no geral deve ser um bom livro.

      http://palavrasdelucidez.com.br/eu-a-garrafa-e-o-copo/

      ResponderExcluir
    21. Oi, tudo bem?
      essa é a segunda resenha do livro que vejo hoje, e as duas 5 estrelas e cheia de elogios!
      Achei super legal a ideia do livro, de mostrar os vários lados e facetas da vida desses jovens. Ainda há muito preconceito e é sempre bom ver isso ser debatido na literatura.
      Achei a ideia de narrador ser homossexuais falecidos sensacional!
      E também prefiro nossa capa a original, rs
      beijos
      http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    22. Não me lembro de ter lido nada do autor ainda Ma, mas espero fazer isso um dia, pois os elogios ao autor já me convenceu (hahaha). É um tema muito polêmico, e eu não costumo ler livros tão polêmicos assim, mas acho que me perderia em meio a tanto personagens (hahaha), sou complicada para gravar nomes e identifica-los quando existem vários, me lembro de ter ficado perdidinha no HQ de Guerra dos Tronos (hahah - não me julgue). Enfim, adorei sua resenha!

      xoxo
      http://www.amigadaleitora.com/

      ResponderExcluir
    23. Oiee

      Já li o livro e também gostei muito da história todos deveriam ler, mas acho que a narrativa seria melhor se feita em primeira pessoa.

      Beijos

      www.livrosechocolatequente.com.br

      ResponderExcluir
    24. Oi, flor, tudo bem?

      Achei esse livro lindo e muito marcante. Não imaginei que a história fosse me tocar tanto porque não dava muita coisa por ela. Mas o Levithan me surpreendeu. Livro nota 10.

      beijos
      Kel
      www.porumaboaleitura.com.br

      ResponderExcluir
    25. Oie, tudo bom?
      A temática desse livro é muito tocante e só tenho lido elogios sobre a obra. Só li um livro do Levithan até hoje, mas tenho vontade de ler suas obras com a temática homossexual.
      Beijos,
      http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    26. Minha nossa, essa é a segunda resenha que eu li sobre este livro e cada vez fico mais impressionada com esse livro. Parece ser um livro emocionante e cheio de mensagens importantes.

      Beijos.

      http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    27. Oi flor, tudo bem?
      Eu gostei muito de sua resenha... ela teve as explicações necessárias... para que meu interesse ficasse cada vez maior para a leitura do livro... adorei a mensagem que o autor quis passar ao longo da narrativa e pelo que percebi David vem com mais uma história maravilhosa,inspiradora e reflexiva... gostei muito... xero!!

      ResponderExcluir