• Início ♥
  • Sobre ♥
  • Contato ♥
  • Layouts ♥
  • Resenhas ♥
  • Parcerias ♥
  • Rádio ♥
  • 24 maio, 2015

    Resenha: Livro De Olhos Fechados


    O livro  De olhos Fechados é o primeiro livro que leio da jovem autora brasileira Lavínia Rocha, Publicado em  2014 pela Editora D'Plácido, e gentilmente cedido em parceria pela editora para resenha no blog.


    O livro possui  259 páginas, e é dividido em capítulos, alguns capítulos são inteiros outros são fracionados, no total temos 21 capítulos. 


    As folhas são brancas, mas a diagramação é perfeita. A fonte tem um tamanho bom e as margens e o espaçamento me conquistaram, fazendo com que a leitura fluísse rapidamente.  


    Sinopse: De Olhos Fechados - "Ignorar é a solução" foi o que pensou Cecília quando alguns papéis começaram a surgir no seu quarto, na bolsa e nos seus livros. O que seriam aquelas ameaças e informações sem nexo? Quem estaria mandando? Como se não bastasse, a cada que os lê, uma imagem passa em sua mente. Talvez isso pudesse ser menos estranho se Cecília não fosse cega desde o dia que nasceu.
    Para desorganizar ainda mais sua vida, Tiago - o garoto novo da escola - começa a balançar seu coração e a faz com que sinta o que ela jamais sentiu. Sua dificuldade agora é acreditar no que sempre tentou passar às pessoas: ser cego não é sinônimo de limitação e tristeza.

    Entre os desafios do dia-a-dia e da adolescência, Cecília se vê envolvida em um mistério que pode afetar sua vida e de todos os belo-horizontinos, e ela não vai descansar até descobrir - e entender - um grande segredo do passado da cidade que os livros de História jamais ousaram contar.


    Depois de ler a serie academia de vampiros no inicio do ano, me acostumei a não ler as sinopses dos livros, por muitas vezes conter spoilers, com de olhos fechados não foi diferente. Sem saber do que se tratava a história mergulhei na leitura e logo nas primeiras páginas fui surpreendida por saber que se tratava de uma história onde a protagonista é deficiente.

    O livro conta a historia de Cecília uma adolescente de quinze anos, cega que mora em Belo Horizonte, uma menina  que tentava ao Maximo não depender de ninguém. Ceci, como a família e os amigos chamavam, adorava ler e  tinha em sua melhor amiga Bianca uma companheira pra todas as horas. 

    Ceci, apesar da deficiência conseguia identificar as pessoas pelo cheiro e também identificava as cores, como ela dizia também pelo cheiro. Todos na escola onde ela estuda sabem de sua deficiência, mas é quando um aluno novo chega que as coisas mudam para ela. Sem saber da condição de Ceci, Thiago acaba tentando se comunicar com ela por meio de um bilhete. Os dois se aproximam e acabam se apaixonando.

    Temendo  tornar-se  um peso na vida de Thiago, ela tenta afastá-lo. E é ai que coisas estranhas passam a acontecer, Ceci começa a receber estranhos bilhetes que levam a uma misteriosa busca, que passa por vários pontos turísticos de BH.
       
    A escrita da Lavínia é bem direta sem muito rodeio, possibilitando uma leitura rápida e bem fluente. Envolvi-me bastante com a historia, nunca tinha lido nenhuma obra que trata-se da vida de um deficiente visual,  mas o final me decepcionou um pouco, esperava um pouco mais no desfecho final do livro.
    A Ceci, é uma personagem forte, determinada e muito corajosa, capaz de enfrentar  muitos desafios pra conseguir o que quer, além de ser muito inteligente, o Thiago é muito fofo, ele foi capaz de enfrentar o preconceito da mãe e as dificuldades de se relacionar com uma pessoa deficiente.

    Indico o livro pra quem quer uma leitura leve, rápida e bem dinâmica.

    "Às vezes as pessoas pensam que só têm a visão, mas e os outros sentidos? E também eu não gosto que pensem que não sou capaz de fazer as coisas. Eu só tenho um jeito diferente para fazê-las do que a maioria..."


    Classificação:

    24 comentários:

    1. Gosto de livros que tem uma escrita direta, que não fique enrolando muito e deixando a história cansativa. Só encontrei um problema... As folhas serem brancas, pois eu sou meio cega então, isso me causa desconforto. Porém fiquei interessada, ou seja, pretendo ler futuramente.

      Ps: Arrasou nas fotos novamente!...


      http://luxuosoestilo.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    2. Olá,
      Que coragem ler sem ter visto a sinopse, eu não conhecia o livro, ao ler a sua resenha percebi que pode ser um livro que me interesse muito, a história de Ceci parece ser linda, espero poder ler esse livro.
      http://vocedebemcomaleitura.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    3. Olá flor, tudo bem?
      Li esse livro no ano passado e também amei a história po enes motivos. Um dos motivos foi se passar aqui na minha linda BH e outros motivos seriam pela protagonista ser deficiente(é o segundo livro que leio assim, o outro é um do Pedro Bandeiras) e o outro é por nos passar mensagens a todo momento com a superação da Ceci a todo momento.

      Que bom que você gostou também do livro, leia o romance da Lavínia, é uma fofura apesar de curto.

      bjs

      www.adorkable.com.br

      ResponderExcluir
    4. Oi Mari,
      Fiquei interessada, de verdade, no livro. Parece ser bem simples, mas com bom conteúdo. Também amei o fato de a protagonista ter deficiência visual, gosto de livros que abordam esses temas, pena que o fim não te agradou tanto. Espero poder ler em breve e tirar minhas próprias conclusões ;)
      Abraços,
      Duda - www.mylittlewonderland.com.br

      ResponderExcluir
    5. Fiquei tão animada com a premissa, mas você só deu 3 estrelas, e isso me desmotivou um pouco. Parece um livro bem leve, a capa é linda. Se tiver oportunidade quero ler, mesmo você tendo dito que o final não agradou. Bjs

      http://www.territorio6.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    6. Oi, Mari!
      Gostei muito da abordagem do livro. Ainda não li nada sobre pessoas deficientes visuais e saber que se trata de um livro nacional me estimula mais ainda a querer fazer a leitura.
      Espero que eu possa ter a oportunidade de ler em breve. Espero também gostar da leitura tanto quanto você,
      Parabéns pelo blog!
      Beijos!

      www.palavrasradioativas.om

      ResponderExcluir
    7. Livros realmente lindo e com todo aquele brilho de livro visiante, beijinhos
      http://omagodocondado.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    8. Oi Mari, tudo bem?
      Gostei da premissa do livro, mas o que mais me chamou atenção nele foi a escrita ser sem enrolação, tenho um sério problema quando a narrativa é cheia de rodeios.
      Gostei bastante da capa dele.
      Bjs

      A. Libri

      ResponderExcluir
    9. Oi Mari, tudo bem contigo ???
      Confesso que não conhecia a autora, e nunca tinha ouvido falar no livro, mas me encantei pela história. Nunca tive a oportunidade de ler um livro onde a protagonista fosse deficiente, só esse detalhe fez com que eu tivesse vontade de ler o livro, mas saber que apesar de tudo a protagonista é forte e determinada fez com que eu me encantasse ainda mais pelo livro.
      Espero ter a oportunidade de conferir essa história algum dia.

      Beijinhos
      Hear the Bells

      ResponderExcluir
    10. Eu quero!!!!
      Eu sempre leio livros que os personagens são deficientes ou tem doenças, normalmente acabam virando meus preferidos. Vou explicar, primeiro eu gosto de ler algo que me envolva de corpo e alma. Gosto de livros que falem sobre sentimentos profundos, além de uma aparência bonita, um sorriso encantador e lindos olhos claros. Quando leio um livro onde a personagem principal traz outro sentido, a coisa fica muito mais empolgante. Por exemplo, não sei se você já leu Amy & Matthew - se não leu, leia, é muito bom -, assim como você peguei o livro sem ler a sinopse, e quando comecei o livro eu fiz: "Uau, a personagem não é perfeita". Cara, isso em um livro é simplesmente demais! Personagens perfeitos demais, acabam sendo personagens e não uma lição. Segundo, os livros com personagens "diferentes" fazem você ter outra visão do mundo, uma visão ultra, mega, especial. Eu não tenho palavras para descrever o quanto quero ler esse livro, apesar que o personagem secundário que ela se apaixona, tem o mesmo nome do menino que eu gostava hahahaha
      Enfim, traz mais literatura nacional, eu estou encantada!
      Beijos!
      http://teoremasdamimosa.blogspot.com.br/2015/05/resenha-herdeira.html

      ResponderExcluir
    11. Oi Mari!
      Adoro leituras leves e rápidas, e apesar de não conhecer a autora, fiquei encantada com a sua resenha. Com certeza vai ser um dos livros que vou comprar em breve e correr pra ler!
      Beijos
      Carol
      www.sobrevicioselivros.com

      ResponderExcluir
    12. Gente me surpreendi, realmente fiquei interessada na história do livro, mesmo sabendo que tem romance eu acho que leria sim por ser uma personagem feminina que mesmo sendo deficiente vai em busca do que quer e mostra tão forte e decidida, parabéns pela resenha amei amei conhecer o livro e sua opinião, pena o livro só ter ganhado 4 estrelas =/

      http://mylittlegardenofideas.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    13. Trazer uma personagem com deficiência visual foi uma ótima sacada. Livros assim são sempre muito emocionantes. E, pela sua resenha, ainda tem um toque de mistério, né?!
      É um livro que me interessa de verdade. Espero poder lê-lo.

      Beijos!

      ResponderExcluir
    14. Olá; achei a capa bem bonitinha e pela sinopse e resenha me pareceu uma história interessante e que eu gostaria de ler. Acho que ainda não li nenhum livro com uma protagonista deficiente visual, é um tema que desperta minha curiosidade.

      petalasdeliberdade.blogspot.com

      ResponderExcluir
    15. Sério, já é a segunda resenha que vejo de um livro dessa editora e a capa do livro é perfeita! Que povo genial é esse? :O
      Finalmente, encontrei alguém que pensa como eu, as sinopses dizem demais dos livros, nem precisa ler. Agora vamos ao enredo, mais um livro com representatividade, sem protagonistas perfeitos quase deuses, apenas seres humanos. Tem como não gostar? Impossível! EU QUERO ESSE LIVRO! QUERO TRABALHAR COM ELE EM SALA DE AULA!
      http://www.poesianaalma.com.br/

      ResponderExcluir
    16. Amiga sinceramente tenho que confessar que eu fiquei apaixonada pela sua resenha.
      Gostei da maneira como você contou sobre a história.
      Achei bastante interessante e tive curiosidade de fazer a leitura, porque uma das minhas colaboradoras é deficiente visual e acho muito legal conhecer um pouco sobre isso sabe? Até porque eles passam por coisas que a gente nem imagina. Espero poder obter esse livro. Colocarei na minha lista de desejados e espero poder ler assim que tiver chance.

      http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/05/resenha-anna-e-o-beijo-frances.html

      ResponderExcluir
    17. Olá. Pelo titulo do livro já saquei um pouco do que se trata.
      Me incomodei com a foto ao ver as folhas brancas, mas depois notei que realmente a diagramação é perfeita.
      Eu me interessei pelo livro por se tratar de assuntos tão esquecidos pela sociedade, uma menina cega não poder namorar com um menino "normal", e acho que é o tipo de livro que muda a forma de pensar das pessoas.
      Parece ser uma ótima leitura, mesmo não tendo um final muito agradável.
      bjs bjs

      ResponderExcluir
    18. Oi, flor!
      É a segunda resenha que leio a respeito desse livro e me encantei com a história. Acho que a autora soube trazer o tema da deficiência visual sem torná-la um estereótipo. E havendo romance? Hm… sei que vou curtir! Haha. Eu acho uma pena que o desfecho não a tenha agradado, mas anotei a dica de leitura, pois me interessou.

      Beijos!
      http://www.myqueenside.blogspot.com

      ResponderExcluir
    19. Não conhecia o livro, sua resenha me fez me encantar com a historia. Parece mesmo uma leitura leve e meu por ser tratar de tema uma deficiente visual me deixou extremamente curiosa para saber o modo como a autora conseguiu expressar a visão da deficiente.
      O Diário do Leitor

      ResponderExcluir
    20. Oi,
      Não conhecia o livro também, mas assim como você não li a sinopse, mesmo problema de possíveis spoliers, sua resenha ficou muito boa, por sinal uma história um tanto real, gosto disso nos livros, e muitas vezes estou encontrando personagens mais próximos da realidade.
      Pretendo ler o livro em breve, não gosto muito de folhas brancas, mas acho que aqui não terá tanto problema.
      Beijos



      Mari - Stories And Advice

      ResponderExcluir
    21. Oioi quanta foto fofa!!!! Esse livro parece que vai me agradar já que vai direto ao ponto, odeio aquele mimimi sem sentido. A capa é fofa e ainda é nacional, gostaria de ter a oportunidade de conhecer!^^

      ResponderExcluir
    22. Olá, tudo bem?
      Achei super diferente a protagonista da história ser cega, nunca li um livro assim, achei super interessante e leria o livro para saber como a autora conseguia escrever uma história com essa realidade. Adorei a premissa desse livro.
      Super beijos <3
      http://livros-cores.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    23. Oi Mari! Adorei a resenha, super sincera. Já tinha ouvido falar em De olhos fechados, mas ainda não havia visto alguma resenha do livro.
      É tão chato quando a história toda se desenvolve muito bem e o final é pouco trabalhado e acaba sendo ruim, né?
      Também nunca li uma história que tratasse de um (a) protagonista deficiente visual, mas esse, apesar do contra, parece ser um ótimo livro para um começo. Beijos,
      http://www.entreleitores.com/

      ResponderExcluir
    24. Oi Mari, tudo bem?
      Não conhecia esse livro, na verdade só conhecia a capa dele, mas nunca me interessei em lê-lo. A história me surpreendeu pois nunca imaginei que ele passasse uma história tão bonita. Fiquei curioso quanto ao desfecho da obra.

      ResponderExcluir