• Início ♥
  • Sobre ♥
  • Contato ♥
  • Layouts ♥
  • Resenhas ♥
  • Parcerias ♥
  • Rádio ♥
  • 20 setembro, 2015

    Resenha: As Vantagens de Ser Invisível - Stephen Chbosky


    As Vantagens de Ser Invisível foi escrito pelo autor Stephen Chbosky e lançado no Brasil pela editora Rocco.


    O livro tem um total de 223 páginas. O livro não é dividido em capítulos e sim em cartas que o personagem Charlie escreve. A tradução do livro ficou por conta de Ryta Vinagre.


    A diagramação está bem simples. A fonte tem um bom tamanho e as margens e espaçamentos tem um tamanho agradável. As páginas são brancas, mas o fato não atrapalha a leitura.


    Sinopse: Cartas mais íntimas que um diário, estranhamente únicas, hilárias e devastadoras - são apenas através delas que Charlie compartilha todo o seu mundinho com o leitor. Enveredando pelo universo dos primeiros encontros, dramas familiares, novos amigos, sexo, drogas e daquela música perfeita que nos faz sentir infinito, o roteirista Stephen Chbosky lança luz sobre o amadurecimento no ambiente da escola, um local por vezes opressor e sinônimo de ameaça. Uma leitura que deixa visível os problemas e crises próprios da juventude.

     As Vantagens de Ser invisível é um young adult, escrito pelo autor Stephen Chbosky. O livro conta a história de Charlie, através das cartas que ele escreve como uma forma de se sentir melhor, para um amigo que não tem nome e nem endereço. Nas cartas, ele deixa claro para o destinatário que chamará as pessoas por nomes diferentes para que o destinatário não descubra sua identidade.

    Charlie é um adolescente de 15 anos que está passando por sérios problemas. Ele ainda sofre bastante com a perda de seu melhor amigo Michael, que cometeu suicídio. Charlie não consegue compreender e assimilar o fato de seu amigo ter tirado a própria vida e não ter conversado com ele, não ter dito que estava com problemas. Ele também sofre com a perda de sua tia e pessoa favorita na família, a tia Helen, que morreu em um acidente de carro quando ele era criança.

    "Então, esta é a minha vida. E quero que você saiba que sou feliz e triste ao mesmo tempo, e ainda estou tentando entender como posso ser assim."

    Charlie não é um adolescente como os outros. Ele é confuso, perturbado e muito inocente. Ele acaba de iniciar o ensino médio e não está nada animado com isso, já que seu único amigo não está mais com ele.
    Em uma sexta-feira, ele decidi ir ao jogo de futebol americano do ensino médio, que era algo que ele costumava fazer com Michael. Ao chegar lá, ele acaba vendo Patrick, também apelidado como Nada, que é um veterano que está em sua turma de trabalhos manuais. Charlie decide então se sentar perto de Patrick, que acaba o apresentado a Sam.

    Sam e Patrick possuem um estilo de vida bem diferente de Charlie, e irá proporcionar a ele várias novas experiências. Patrick é homossexual e é apaixonado por Brad, que é jogador de futebol americano da escola e com quem vive um romance secreto.
    Já Sam, namora um rapaz mais velho, que está na universidade, chamado Craig. Sam é a primeira paixão de Charlie, mas ela deixa bem claro para ele que não pode correspondê-lo.

    Com a amizade e ajuda de Sam e Patrick, Charlie aos poucos, vai conhecendo novas pessoas e aos poucos vai se entrosando mais com as pessoas. Bill que é seu professor de Inglês, também o ajuda muito, seja com conselhos ou lhe emprestando livros.
    Ele aos poucos vai tendo suas primeiras experiências na adolescência, como: O primeiro beijo, a primeira festa, a primeira bebida, e até mesmo o primeiro contato com drogas.
    Sam e Patrick tem ambos os seus próprios problemas, que vão se desenrolado ao decorrer do livro, mas eles sempre em meio a tudo, buscam dar atenção e ajuda a Charlie, que as vezes surta do nada.

    "Então, acho que somos quem somos por várias razões. E talvez nunca conheçamos a maior parte delas. Mas mesmo que não tenhamos o poder de escolher quem vamos ser, ainda podemos escolher aonde iremos a partir daqui." 

    A narrativa do livro é toda feita através das cartas escritas pelo Charlie, o que deixa o leitor mais perto do protagonista, e nos mostra tudo o que ele sente.
    Charlie é um personagem incrivelmente carismático e apaixonante. Seu excesso de timidez e sua ingenuidade, é o que deixam está história tão bonita.
    A amizade entre Sam, Patrick e Charlie é linda e muito verdadeira. Charlie sempre deixa bem claro o quanto ama e o quanto é grato pelos amigos, e as atitudes de Sam e Patrick nos mostram o quanto eles também amam o Charlie. 

    Ao decorrer da história o autor faz várias referências a clássicos da literatura mundial, como por exemplo, O Sol é Para Todos, O Apanhador no Campo de Centeio, O Grande Gatsby, entre outros tantos livros. Eu gostei bastante disso e até anotei algumas referências para futuras compras.
    O fato do Charlie ser tão amante da leitura fez com que eu me apaixonasse ainda mais pelo personagem e me fez sentir até uma espécie de ligação com ele.

    Esse é com certeza um ótimo livro para quem gosta de livros com temática adolescente. Ele nos mostra todas as dificuldades desse período da vida, os dramas familiares, as dificuldades do ambiente escolar, como também as primeiras experiências da adolescência.
    A história mostra o quanto uma amizade verdadeira pode ajudar, e dar um novo sentido a nossa vida.
    Recomendo muito esse livro a todos! Foi uma leitura muito dinâmica, divertida e em alguns momentos emocionante. Leiam e sintam-se infinitos!

    "— Charlie, a gente aceita o amor que acha que merece"

    Classificação:

    25 comentários:

    1. Oie maiah *--*
      EU AMOOOOOOO AVDSI <3 é meu primeiro livro favorito da vida, só empata com HP, eu amo o charlie <3 seus pensamentos, sua forma amor de viver <3

      ResponderExcluir
    2. Oii, Maiah!
      Eu amei esse livro, me tocou muito profundamente. Os pensamentos do Charlie, a forma como ele encara as situações... tudo isso me conquistou, além, é claro, da escrita simplista e poética do Stephen. Mas no final das contas eu acabei preferindo o filme, depois de muito me dividir entre um e outro. Acontecimento raro, já que eu normalmente prefiro os livros, mas ainda assim adoro o livro e aproveitei muito a leitura.

      ResponderExcluir
    3. Oii, esse livro parece tão legal. Admito que eu adorei ver o filme e já estava curiosa sobre o livro. Ainda não tive a oportunidade de ler, mas espero ter... e logo! ♥

      ResponderExcluir
    4. Oi Maiah, até agora não consegui me aventurar pelo livro, apesar de te-lo e nem pelo filme. Mas eu sei meio que por cima a história. Vi resenhas que falam tanto positivamente e negativamente do livro, terei que ler para tirar minhas conclusões, mas fico feliz que tenha gostado ^^

      Beijos,
      Joi Cardoso
      Estante Diagonal

      ResponderExcluir
    5. Realmente, um livro adolescente que pelo contexto e confusões do personagem, deve atrai o público alvo. a ideia que me passou é que trata de algumas vivências juvenis, de forma superficial, mas interessante.

      ResponderExcluir
    6. Nunca li esse livro acredita? E nunca tive um interesse muito grande, mas tenho vontade de ler um dia. Amei sua resenha e as fotos! <3

      ResponderExcluir
    7. Já escutei falar bastante desse livro e estou um pouquinho curioso para saber como é! Mas não vejo a hora.

      Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

      ResponderExcluir
    8. Oi Maiah!
      Eu tenho o livro, mas ainda não o li. Já ouvi falar bastante e já li resenhas tanto positivas quanto negativas.
      Tenho curiosidade de conhecer a história e tirar minhas próprias conclusões. Espero conseguir encaixá-lo em breve na minha fila de leitura.
      Ótima resenha!
      Beijos.

      Li
      Literalizando Sonhos

      ResponderExcluir
    9. Juro eu, já tentei ler esse livro 3 vezes mas não vai não sei se é pelo fato de os capitulos se dividido em carta, mas enfim eu queria muito ler mas n consigo!

      ResponderExcluir
    10. Oi, flor.
      Confesso que não pretendo ler esse livro em breve. De um jeito estranho, não me sinto aberta a ele. Assisti ao filme e gostei da história, lendo sua resenha percebo que vale a pena, mas não acho que uma obra de temática adolescente cairia bem para mim no momento. Talvez esteja vivendo uma ressaca literária dirigida apenas a esse gênero (rs). Mas gostei de saber a sua opinião. Com certeza, pretendo ler o livro, só que em outro momento.

      Beijos!
      http://www.myqueenside.blogspot.com

      ResponderExcluir
    11. Esse livro é tão <3
      Eu chorei horrores porque me identifico muito com o Charlie e com a Sam, então me tocou bem mais do que poderia imaginar. Eu achei ótimo a maneira que o autor escreve. É um ótimo livro mesmo pra quem gosta da temática! :D

      ResponderExcluir
    12. Oi lindona, lendo a sua resenha me lembrei do livro A Playlist, e não curti muito o livro,achei chato até. Mas as críticas que leio desse livro são bem positivas, o que me deixa meio assim é somente o fato dele ser contado através de cartas, comecei a ler um livro assim e deixei pela metade. Quando puder irei ler sim, quem sabe eu goste da leitura.

      ótima resenha.
      bjs

      ResponderExcluir
    13. Oi Maiah, eu não tive a chance de ler o livro ainda, mas conheço a história e acho incrível já que o filme eu já assisti, mas não vejo a hora de poder ler!

      Beijos

      http://www.oteoremadaleitura.com/

      ResponderExcluir
    14. OI Maiah!!
      Caramba, todos falam tão bem desse livro e eu fico enrolando pra ler. Não o tenho físico, mas sempre tenho vontade de arrumar ele logo e me aventurar nessa história, conhecer esse protagonista tão legal. Amo livros com temática adolescente, então acho que vou gostar muito desse!
      Beijos

      LuMartinho | Face

      ResponderExcluir
    15. Ah eu também gosto de personagens que nao curtem muito a literatura, kkkk não todos, mas a maioria.
      Nunca assisti o filme porque quero ler o livro antes e a cada resenha que leio, mas curiosa eu fico.
      O lance do livro ser escrito tipo por cartas é algo que me deixa muito feliz e a amizade é muito presente e tal e isso é o fato que me agrada.

      ResponderExcluir
    16. Olá!
      Eu tenho esse livro, mas ainda não o li. Eu ganhei em um sorteio, mas confesso que ele não me anima. Não acho a sinopse atrativa e a premissa dele não me conquista :( Ainda pretendo ler porque tá na minha estante kkkk mas sem expectativas.
      Ainda assim, sua resenha ficou ótima! Parabéns!
      Beijos!

      ResponderExcluir
    17. Oi Maiah! Quando leio um livro que faz referências a outros fico com vontade de parar o mesmo e ler os outros para ter uma ideia melhor, mais nem sempre temos o tempo que gostaríamos. Esse livro pode ser lido por adolescentes (14 anos), qual sua opinião?
      Mila-Scraplivros

      ResponderExcluir
    18. Oii! Tudo bem?

      Ainda não tive a oportunidade de ler o livro mas acabei vendo o filme o que me desestimulou um pouco.

      Abraços,
      Ludy
      http://nodivacomaspalavras.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    19. Eu enho esse livro em ebook no meu kindle, mas ainda não tive a oportunidade de ler.
      gente tenho umq queda por personagens problemáticos e confusos ;a; socorro. uhahuhuahus
      pena que vi o filme primeiro, mas espero gostar mais da leitura .
      Seguindo o Coelho Branco

      ResponderExcluir
    20. Oi Maiah,
      eu quero fazer essa leitura já tem um bom tempo, mas ainda não tive oportunidade.
      Não sabia que o livro era escrito em formato de cartas, geralmente não curto muito, mas estou bem curiosa. beijos

      ResponderExcluir
    21. Oi Maiah, tudo bem contigo ???
      Fiquei super feliz por saber que você curtiu a leitura, que gostou do livro como um todo, e que deu a nota máxima !!!
      Ao contrário de ti, eu não consegui gostar desse livro. Não sei dizer exatamente porquê, mas simplesmente não consegui me identificar, não consegui sentir empatia pelo Charlie. Talvez fosse a fase em que estava, ou o fato de que já não me interesso tanto pelo gênero, mas não rolou para mim.
      Fico feliz por saber que tenha gostado. Adoro saber a opinião de outras pessoas sobre os livros que já li !!!

      Beijinhos
      Hear the Bells

      ResponderExcluir
    22. Oi, tudo bem?
      Eu lembro de ter visto o filme e me emocionado muito, mas sempre acabava enrolando para ler o livro e quando finalmente li eu gostei, mas confesso que o filme me emocionou mais. Só que é sim um livro incrível que mostra todas as dificuldades da adolescência e também aborda temas muito importantes, por isso eu recomendo para todos a leitura também o/

      Beijos :*
      Larissa - srtabookaholic.blogspot.com

      ResponderExcluir
    23. Eu acho essa história boa, não li o livro apenas assisti o filme e achei bem interessante. Fico feliz que você tenha lido e gostado tanto da história, quem sabe um dia eu descida ler o livro também.
      Parabéns pela resenha.

      Abraço,
      Diego de França
      www.leitorsagaz.com.br

      ResponderExcluir
    24. Adorei sua resenha e as fotos! Deixa contar a minha experiência, quando assisti ao filme, fiquei completamente alucinada, pois ele é daqueles que, quando você o termina, sente que algo mudou na sua vida, mas quando terminei o livro, nossa, foi como se eu quisesse por em prática todas as mudanças de pensamento que me ocorreram. Foi uma surpresa. Concordo com você, o livro vale muito super a pena

      ResponderExcluir
    25. Ei gostei do livro, mas confesso que virei 'fã' mesmo depois do filme. Assim com O Lado bom da vida o filme me fez apreciar ainda mais a estoria.

      ResponderExcluir