• Início ♥
  • Sobre ♥
  • Contato ♥
  • Layouts ♥
  • Resenhas ♥
  • Parcerias ♥
  • Rádio ♥
  • 25 novembro, 2015

    Resenha: A Lista Negra - Jennifer Brown


    A lista Negra é um romance escrito por Jennifer Brown e publicado no Brasil pela Editora Gutenberg. O livro foi gentilmente cedido ao blog em parceria.


    O livro tem um total de 270 páginas, divididas em 4 partes, com um total de 44 capítulos. Os capítulos são curtos, o que faz a leitura fluir muito bem. A tradução foi feita por Claudio Blanc.


    A diagramação desse livro está bem fofinha, com páginas amareladas, um bom tamanho de fonte, detalhes em todo inicio de capítulo e bons tamanhos de margens e espaçamentos. A capa está linda!


    Sinopse: E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista com o nome dos estudantes que praticavam bullying contra os dois. A lista que ele usou para escolher seus alvos. Agora, ainda se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, com os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas. A lista negra, de Jennifer Brown, é um romance instigante, que toca o leitor; leitura obrigatória, profunda e comovente. Um livro sobre bullying praticado dentro das escolas que provoca reflexões sobre as atitudes, responsabilidades e, principalmente, sobre o comportamento humano. Enfim, uma bela história sobre auto-conhecimento e o perdão.

    Em A lista Negra, nós conhecemos a história de Valerie Leftman, uma adolescente que faz o ensino médio no Colégio Garvin. Ela é a muito tempo vítima constante de Bulying em sua escola, e sofre todos os dias com a pressão e os maus tratos de seus colegas.
    Como uma maneira de desabafar seu sofrimento constante, Val criou uma lista com o nome de todas as pessoas que de alguma maneira a fazem sofrer ou que praticam bullying contra ela, a lista negra.
    Nick Level, namorado de Valorie também é vitima constante de bullying. Ele é a única pessoa que conhece a lista negra, e junto com Val, ele anota os nomes das pessoas no caderno de capa vermelha.

    No dia 02 de maio de 2008, Nick Level, vai para escola armado e começa a atirar em vários alunos na praça de alimentação do colégio Garvin. Nick começa então uma caçada atrás de todos os alunos que estão na lista negra, e sempre que encontra algum abre fogo contra eles. Valerie não acredita no que vê, e na tentativa de impedir Nick ela se joga na frente dele e é baleada. Logo após atirar em Val, Nick aponta a arma para a cabeça e se mata.
    Mesmo tendo salvado a vida de uma das colegas que sempre a maltratava Valerie é responsabilizada pela tragédia, já que ela é a criadora da lista.

    "Era bom fazer parte de um "nós",  com os mesmo pensamentos, os mesmo sentimentos, os mesmos problemas. Mas, agora, a outra metade desse "nós" tinha ido embora e, deitada no meu quarto escuro. percebi que não sabia como me tornar eu mesma de novo."

    Após vários meses de reclusão em sua casa, para se recuperar do ferimento e também do trauma, Valerie tem a difícil tarefa de voltar a escola Garvin, para cursar o último ano.
    Ela ainda é assombrada constantemente com a lembrança do namorado e sofre com os problemas que está passando com a família e com os amigos, já que ninguém parece acreditar que Val não sabia nada sobre o atentado contra a escola.
    Val tem que enfrentar seus fantasmas no ambiente hostil da escola Garvin. Lá ela terá que lidar com os ex-amigos, com as pessoas que ficaram feridas, no atentado e também com a garota que salvou.

    Toda a história é narrada em 1° pessoa, sob o ponto de vista da Valerie. Com exceção de alguns trechos do jornal Trinuna de Garvin, que falam sobre o atentado.
    Durante todo o livro fica claro para o leitor que a Valerie apesar de manter a lista junto com Nick e de realmente odiar todas essas pessoas que eram más com eles, não fazia ideia dos planos que o namorado tinha. E ficou tão chocada com o atentado, quanto qualquer outra pessoa.
    Mesmo assim Valerie se sente culpada por tudo que aconteceu para as pessoas, culpada por nunca ter percebido que Nick falava sério, nas várias conversas que mantinha com ele.

    "Em alguns dias, chegar ao fim do dia é uma grande vitória."

    É bastante doloroso acompanhar a vida de Val após o atentado. Mesmo que tenha sido comprovado que ela não teve um envolvimento no atentado, ninguém parece acreditar em sua inocência e ninguém a trata ou a vê da mesma maneira. Os amigos que tinha na escola antes do atentado procuram manter distância dela quando ela volta para a escola e até mesmo sua família a trata diferente.
    O pai quase não conversa com a filha e a culpa por todos os problemas de sua vida, enfatizando sempre o quanto ela estragou a vida de todos. A mãe claramente não acredita em Valerie e mesmo que tente sempre protege-la a trata com desconfiança e as vezes de uma maneira distante.

    Gostei bastante da história criada pela Jennifer Brown, ela soube muito bem desenvolver assuntos mais pesados como suicídio, bullying e problemas familiares de uma maneira que a leitura não se tornasse pesada ou cansativa.
    Foi muito legal ela ter tido esse olhar para um problema que acontece em praticamente todas as escolas, que o bullying e que muitas vezes pode chegar a uma situação de completo extremo, caso não haja nenhuma intervenção por parte da escola e responsáveis.

    Val passará por vários momentos difíceis durante toda a história, e sofre muito com tudo que aconteceu, mas não desiste e encara seus medos de frente. Mesmo passando por vários conflitos internos ela persiste lutando e enfrentando um problema de cada vez, até que possa finalmente se reencontrar e se recuperar dessa situação tão traumática.
    Recomendo muito esse livro, principalmente para quem gosta de livros que abordem temas mais pesados como bullying e suicídio de uma maneira mais leve.
    A Lista Negra deveria ser lido por todos, sem exceção, mas principalmente por adolescentes, que as vezes propositalmente ou não magoam os colegas com apelidos ou com pré-julgamentos.

    " — O Tempo nunca acaba — sussurrou, sem olhar para mim, mas mirando na minha tela. — Como sempre há tempo para a cura. É claro que há."

    Classificação:


    19 comentários:

    1. Oieee.
      gosto muito de livros que abordam bullying, hoje em dia temos muitos livros assim com personagens que sofrem com isso.
      Acredito que esse livro seja bem forte sabe.

      Beijinhos, Helana ♥
      In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

      ResponderExcluir
    2. Oi Mariah,
      Quero muito esse livro, ele trás um tema forte , o bullying e uma consequência muito triste. Quero ler p descobrir o desenrolar de tudo. Parabéns pela resenha!

      Coração leitor

      ResponderExcluir
    3. Oiii, quero muito um dia poder ler esse livro, espero que em breve. É um tema que muitas das vezes é esquecido.
      Beijos
      http://segredosliterarios-oficial.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    4. Oee, esse livro esta entre vários que eu estou doido pra ler faz tempo, com certeza ele já esta na minha lista da black friday.

      Abraços!
      http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    5. Olá, eu li esse livro e também acho que deveria ser lido por todos. Acho que, dentro do tema, é um dos livros mais realistas que já li. Ótima resenha.

      ResponderExcluir
    6. quando vi a pam comentando desse livro fiquei curiosa, o enredo é doloroso mas a história tem muitos pontos bons para o leitor, quero muito ler.

      ResponderExcluir
    7. AMEI O LIVRO CARA! Algo bem real e triste, mas não deixa de ser perfeito. Queria falar uma coisa aqui também, adoro o blog gente, vocês organizam as coisas muito bem, a resenha está ótima, anotei o livro, e parabéns <3

      ResponderExcluir
    8. tenho muita vontade de ler A lista negra mas nunca tive oportunidade :(
      legal a personagem ser minha xará hehehe

      ResponderExcluir
    9. Oi, tudo bem?
      Eu quero muito ler esse livro, pois gosto de temas mais polêmicos em livros.
      Acredito que o bullying deve ser discutido em livros, pois é um assunto muito sério e as pessoas deveriam prestar mais atenção a isso.
      Gostei muito de sua resenha, ela só me estimulou a querer ler o livro.

      Beijos,
      www.leitorasempre.com

      ResponderExcluir
    10. Esse livro parece ser muito bom! Já ouvi falar dele algumas vezes! Quando tiver oportunidade ( tempo) eu o lerei!
      Amei seu blog, acabei de conhecê-lo ! Parabéns haha
      Você escreve muito bem!

      ps,: já estou seguindo! Dá uma passadinha no meu depois? Tem vários textos e poemas haha
      Beijos, flor
      http://sonhandoacordadaofficial.blogspot.com.br/2015/11/cartas-para-meu-futuro-amor_27.html

      ResponderExcluir
    11. Já tem um tempo que quero ler esse livro, pois tenho lido muitas resenhas positivas, como a sua. Ele traz temas atuais e ótimos para reflexões. A questão do bullying, mesmo com muitos livros abordando o assunto, acho que ainda tem muita coisa pra explorar e, principalmente, fazer com que os jovens pense sobre suas atitudes.

      Beijos!

      ResponderExcluir
    12. Olá, tudo bem?
      Faz bastante tempo que quero ler esse livro, pois o assunto é super polêmico e interessante. Além disso, todo mundo fala super bem em resenhas e vídeos. Parece mesmo ser um livro que todos deveriam ler.
      Beijos <3

      ResponderExcluir
    13. Nossa, parece ser um livro muito bom. E falar sobre esses assuntos é bem legal, acho super importante nos dias de hoje. Fiquei muito curiosa para ler esse livro. (:

      xx
      Mari
      www.batomdecereja.com

      ResponderExcluir
    14. Eu estou louca para ler A Lista Negra! Não sei como eu me esqueci de colocar esse livro na minha lista de leitura do ano. Tomara que eu consiga ler antes de 2016 chegar!

      http://laoliphant.com.br/

      ResponderExcluir
    15. Eu gostei muito da leitura também. Morri de dó da Val e de como ela acabou sofrendo por tudo, sem ter feito nada. Achei o pai dela o maior babaca da literatura (do ano) e queria esfregar a cara dele no chão. xD
      Eu sempre tinha tido vontade ler sobre esses massacres que acontecem tanto nos EUA e essa foi a minha oportunidade. Pretendo ler ainda Precisamos Falar sobre Kevin.

      Infinitos Livros

      ResponderExcluir
    16. Uaaaaau! Que livro massa, fiquei de cara, quero muito ler. Primeiro porque eu amo a temática, segundo porque se a autora conseguiu desenvolver as questões (muito difíceis) de uma forma bacana como você disse, eu PRECISO ler.

      ResponderExcluir
    17. Oi, amiga. Quanto tempo eu não passo aqui... Eu comprei esse livro esses tempos e ainda não li. Fiquei bem feliz em ler sua resenha, pois confio muito em sua opinião. Espero gostar tanto quanto você.

      Beijos,

      Juliana Garcez | Livros e Flores

      ResponderExcluir
    18. Oi, tudo bem?
      Eu morro de vontade de ler esse livro, porque só leio comentários positivos e gosto muito de histórias que abordam o bullying. Agora lendo sua resenha fiquei mais animada ainda, porque parece ser realmente uma história que mexe com o leitor.

      Beijos :*
      Larissa - srtabookaholic.blogspot.com

      ResponderExcluir
    19. Gosto muito da lista negra, é u livro onde você tem que ver os lados. Não importa de que lado estará, você vai ser machucado. E eu tenho um dó enorme da valerie.
      Concordo que esse é um livro que todos deveriam ler^^

      ResponderExcluir