• Início ♥
  • Sobre ♥
  • Contato ♥
  • Layouts ♥
  • Resenhas ♥
  • Parcerias ♥
  • Rádio ♥
  • 22 fevereiro, 2016

    Resenha: Doce Perdão - Lori Nelson Spielman


    Doce Perdão é um romance da autora Lori Nelson Spielman, que foi lançado no Brasil pela Verus Editora, que gentilmente nos cedeu esse exemplar como cortesia.


    O livro tem um total de 320 páginas, divididas em 45 capítulos. Os capítulos são curtos o que deixa a leitura mais agradável e fluida. A tradução foi feita por Cecília Camargo Bartalotti.


    A diagramação está bem agradável, com páginas amareladas e bons tamanhos de fonte, margens e espaçamento.


    Sinopse: Hannah Farr é uma personalidade de New Orleans. Apresentadora de TV, seu programa diário é adorado por milhares de fãs, e há dois anos ela namora o prefeito da cidade, Michael Payne. Mas sua vida, que parece tão certa, está prestes a ser abalada por duas pequenas pedras... As Pedras do Perdão viraram mania no país inteiro. O conceito é simples: envie duas pedras para alguém que você ofendeu ou maltratou. Se a pessoa lhe devolver uma delas, significa que você foi perdoado. Inofensivas no início, as Pedras do Perdão vão forçar Hannah a mergulhar de volta ao passado - o mesmo que ela cuidadosamente enterrou -, e todas as certezas de sua vida virão abaixo. Agora ela vai precisar ser forte para consertar os erros que cometeu, ou arriscar perder qualquer vislumbre de uma vida autêntica para sempre. Após o sucesso mundial de A lista de Brett, Lori Nelson Spielman retorna com este romance terno e esperto sobre nossas fraquezas tão humanas e a coragem necessária para perdoá-las - assim como para pedir perdão.


    Doce Perdão é todo narrado em 1° pessoa pela protagonista da história Hannah Farr. Hanna mora em New Orleans e tem seu próprio programa de TV matinal, o The Hannah Farr Show, o que a faz ser uma celebridade onde mora.
    Ela namora a 2 anos Michael Payne, que é o prefeito da cidade. Michael é viúvo e cuida sozinho de sua filha Abby. Hannah tenta de tudo para ter uma boa relação com a filha de Michael, mas Abby só a trata com indiferença.

    Tudo estava caminhando normalmente e bem para Hannah, até que ela recebe duas pequenas pedrinhas, as pedras do perdão. As pedras do perdão se tornaram um viral no pais inteiro e consiste em enviar duas pedrinhas mais um pedido de perdão para alguém que você magoou ou ofendeu no passado, e caso você receba uma das pedras de volta, significa que você foi perdoado.
    Hannah recebe as pedras de Fiona Knowles, que é a grande criadora dessa ideia das pedras.
    Fiona tratou Hannah muito mal quando elas estudaram juntas anos atrás e constantemente praticava Bullying com Hannah.

    "Você sempre tem escolhas Hannah. Nunca se esqueça disso. Ter opções é o nosso maior poder."

     As pedras fizeram com que Hannah mergulhasse novamente no seu passado e muitas coisas na vida veem a tona. Coisas que ela antes tinha certeza agora parecem duvidosas.
    As pedras vão causar um efeito dominó na vida de Hannah que praticamente vira sua vida de ponta cabeça. Agora ela tem que enfrentar os medos e as pessoas de seu passado, em busca de perdão e de consertar os erros que cometeu.

    Esse é o primeiro livro que li da Lori Nelson, que é a mesma autora de A Lista de Brett. Iniciei essa leitura sem muitas expectativas e sem fazer ideia do que o livro se tratava, e tive uma grata surpresa com essa história.
    Hannah é uma mulher que já passou dos 30, e que tem sua vida bem estável, até que as pedras do perdão mudam tudo. Ela é uma personagem que parece muito real e que enfrenta os mesmos problemas e inseguranças  que várias de nós enfrentamos.

    "Agora me dou conta de que meu manto de raiva é, na verdade, uma colcha de retalhos, e uma das emoções costuradas no tecido é o medo."

    O fato da personagem ser alguém com características que nós de alguma forma nos identificamos faz com que uma empatia seja criada facilmente. Os personagens secundários da história também são bem interessantes e cada um deles possui seus problemas, suas falhas e suas histórias de vida. Eu gostei bastante da importância que esses personagens tiveram para a história, mesmo sendo secundários eles são muito carismáticos e alguns nos ensinam grandes lições sobre o poder do perdão e sobre a vida.

    Doce Perdão foi uma leitura deliciosa e muito cativante. A narrativa é muito fluida e a história é muito boa, o que me fez ficar vidrada nesse livro. O livro tem várias partes divertidas, mas também nos faz refletir sobre o que é realmente importante para nossa vida.
    De uma maneira leve e despretensiosa  a autora nos mostra a importância do perdão e das nossas escolhas.
    Recomendo a leitura para todos os leitores em geral, já estou super curiosa para ler mais algum livro da autora, em especial A Lista de Brett, que todos falam tão bem.

     "Acredito que o perdão é ainda mais doce quando concedido com uma memória viva, quando se tem plena consciência da dor que a outra pessoa causou e, mesmo assim, se escolhe perdoar."

    Classificação: 

    30 comentários:

    1. Oi Flor
      Primeira resenha que tenho oportunidade de ler sobre esse livro e fiquei encantada.
      Conheço a escrita da autora desde A lista de Brett, que é um livro perfeito e vi muitas semelhanças com Doce perdão. Pelo menos as temáticas são parecidas.
      Quero muito ler esse. Acho legal o perdão quando bem trabalhado nas histórias.
      A capa está linda demais.
      Ótima resenha.
      Beijinhos
      Rizia - Livroterapias

      ResponderExcluir
    2. Oie tudo bom??
      eu li a lista de Brett, e amei. A forma como a autora escreve é genial, ela sabe trabalhar essa carga emocional pesada de um jeito leve e engraçado. Pela sua resenha, ela mantem o mesmo estilo de escrita e de temática. O que agrada quem é fã da autora, sabemos o que esperar quando lemos um livro dela e não nos decepcionamos !!!
      =)
      Bjoks

      ResponderExcluir
    3. Olá, eu já tinha te falado no Twitter que achei essa capa super fofa e agora vendo outras fotos digo novamente, é fofa e delicada. Achei essa história das Pedras do perdão muito bem bolada e fico imaginando como funcionaria em nossa sociedade. Achei o enredo muito gostoso e pelas suas impressões a leitura flui muito bem. fiquei curiosa com o livro

      ResponderExcluir
    4. Eu estou com vontade de ler esse livro desde o final do ano passado e ainda esse ano eu pretendo ler. Fico imaginando eu recebendo ou dando essaa pedrinhas para alguém. Afinal perdoar nunca è fácil.
      Esse livro me chama a atenção justamente por ser reflexivo e ter a leitura leve como você ressaltou.
      Bj
      Camila Bernardini Coelho

      ResponderExcluir
    5. Oiii

      Só li a Lista Brett desta, curti bastante. Tinha visto que saiu esse livro, na época tinha me interessado bastante, agora lendo sua resenha quero ainda mais le-lo.
      Adoro histórias com personagens marcantes e cativantes.

      Bjosss

      http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    6. Olá, tudo bom?

      Eu já ouvi diversos elogios para o livro A Lista de Brett, que só aumentou a minha expectativa quanto ao livro. Nem vi que já tinha sido lançado o Doce Perdão. depois dessa resenha, acho que seria um livro que eu amaria, então vou logo colocar na listinha para ler. Adoro quando os personagens se parecem reais, sabe? Parece que o livro fica até melhor .-.

      Enfim, obrigada pela dica, a sua resenha ficou maravilhosa!

      Beijos.

      http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    7. Eu já tinha visto esse livro, mas não parei para ver do que se tratava. A história parece bem leve e agradável mesmo e enquanto lia a resenha fiquei pensando para quem eu mandaria as pedras e de quem eu gostaria de receber. A narrativa parece ser muito boa e é muito satisfatório quando conseguimos nos ligar ao personagem assim logo de cara.

      Beijos,
      Mariana Baptista
      umavidaporlivro.wordpress.com

      ResponderExcluir
    8. Que livro lindo.
      Ameiiiii a capa.
      Ah, eu amo livros com capítulos curtos, isso realmente ajuda na leitura.
      Não tinha lido resenhas do livro antes, essa é a primeira e que bom que seja positiva, pois me deixa ainda mais animada para ler o livro. Nunca li nada da autora e realmente esse já vai para minha lista.
      Adoro narrativa em primeira pessoa.
      ótima resenha, o livro é bem minha cara, então acho que sim, vou me identificar com a personagem e vou amar a estória.
      beijos

      http://colecoes-literarias.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    9. Olá,
      Eu o outro livro dessa autora e ameiiiiiii. Quando vi esse livro, Doce Perdão, queria ler e uma amiga muito querida me deu.. imagina como fiquei né rsrs
      Achei super legal a premissa da história e entender o verdadeiro significa do perdão, espero que a personagem entenda e consiga liberar o perdão para todas as pessoas. Deve ser um livro cheio de aprendizados e depois da sua resenha, fiquei com mais vontade ainda de ler logo.
      Parabéns
      beijos
      Conchego das Letras

      ResponderExcluir
    10. Minha experiencia com a autora foi ótima no A Lista de Brett e quando vi esse lançamento no ano passado, acabei pedindo de amigo secreto no trabalho e ganhei, mas ainda não tive oportunidade de ler. Sua resenha me deixou mais empolgada em começar a ler o quanto antes e apreciar a história como você.
      Meu Amor Pelos Livros
      Beijos

      ResponderExcluir
    11. Oi Mai,
      Muito fofa a capa desse livro, acho que se tivesse a oportunidade eu faria essa leitura sim, mas não é algo que eu fique muito desesperada para ler, apesar da sua resenha ter sido bem empolgante. E eu ter acompanhado vários elogios a obra pela blogosfera.
      Beijos

      ResponderExcluir
    12. Oie!
      Eu já li os dois livros dessa autora publicados aqui no Brasil e adorei a leitura. Leve, descontraída, mas muito emocionante e reflexiva. Impossível não ficar lembrando da trama por dias. Eu simplesmente adorei.
      Bjks!

      Histórias sem Fim

      ResponderExcluir
    13. Olá!

      Eu gosto quando o livro tem capítulos curtinhos, pois com a correria do dia-a-dia, é necessário ler quantas páginas puder entre um horário e outro.
      Há tempos quero conhecer a escrita da Lori, A Lista de Brett já está na minha wishlist, mas por conta da minha meta (não comprar livros até ler os não lidos), ainda não pude fazer a leitura. Tenho que confessar que a primeira coisa que me chamou a atenção nesse livro foi a capa, e depois que descobri que iria abordar o perdão, fiquei ainda mais interessada.

      Beijos,
      entreoculoselivros.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    14. Oi Maiara!
      Esse livro me parece ser bem fofo, pela capa e tals.
      Eu nunca li nada da autora e seria interessante lê-lo. eu ADORO livros narrados em primeiro pessoa, principalmente quando o narrador tem pontos em comum comigo: seja nos gostos ou na personalidade. Como você disse, a gente cria uma empatia bem forte com eles. Adorei o que você disse sobre o livro e logo o lerei. :D
      Beijo!

      ResponderExcluir
    15. Nunca li nada da autora, mas parece bem interessante =]
      http://gordicesliterarias.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    16. Olá, tudo bem??

      Fiquei apaixonada por essa capa! E pela história também... Adoro esses livros que apesar de leves, nos proporcionam momentos de reflexão.
      Capítulos rápidos? AMO! Parece que a leitura flui mais né!? É maravilhoso ver a coisa andando, só nos cativa mais...

      XOXO
      Umnovo-roteiro.blogspot.com

      ResponderExcluir
    17. Olá!

      Nunca li nada dessa autora, esse livro me parece muito bom por tratar de um assunto sobre perdão e fazer a personagem refletir sobre o seu passado. Acho que livros assim fazem com que nós também reflitamos sobre nossas atitudes e as coisas que acontecem em nossas vidas. Gostaria muito de saber sobre o desfecho, se ela devolveu a pedra e perdoou a ex colega de escola, e também se ela aderiu ao movimento e resolveu mandar a pedra para alguém também. Adorei ver as fotos do livro e mostrando a diagramação, realmente muito bom.

      Beijinhos!
      Cantinho Cult

      ResponderExcluir
    18. Olá!!

      Eu não li a obra ainda mas é impossível não se apaixonar por essa capa né? que amoooor né? Primeiro preciso elogias suas fotos que ficaram lindissimas <3
      Agora sobre a obra, eu achei muito legal a abordagem da autora e obras onde podemos nos identificar são ótimas! Porque conseguimos identificar problemas e tentar melhorar ou resolvê-los e isso é ótimo. Fora que a leitura fluir melhor.
      Sobre os personagens secundários, sãoótimos quando bem trabalhados *-* Adorei!
      Vai ser a próxima aquisição :)

      Beijinhos

      ResponderExcluir
    19. Amiga eu ainda não li o livro a LISTA DE BRETT e nem esse, mas esse ano eu ainda vou pega-los para fazer a leitura, porque já ouvi falar muito bem sobre eles. Dizem que os livros dessa autora são bem profundos e tocantes e quero muito conhecer. Eu adoro livros assim e suas impressões apenas me deixaram ainda mais interessada. Espero fazer a leitura assim que puder, porque estou curiosa de verdade. Em Abril vai ser dificil porque estou indo para os EUA, mas é capaz que eu leia depois que voltar. Por isso já vou colocar na minha meta para não deixar de lado. Vou ler um e o outro logo depois, porque assim já fico familiarizada com a narrativa da autora. Vamos ver né? Espero me surpreender com a estória que tantos falam bem.

      http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/02/resenha-espera-de-romeu.html

      ResponderExcluir
    20. Oiee ^^
      Ainda não li esse livro, mas tanto ele quanto "A lista de Brett" estão na minha listinha de desejados. Normalmente eu curto mais ler livros cujos personagens tenham menos de trinta anos, porque aí é mais fácil para eu me identificar com eles, sabe? Mas estou muito curiosa para ler esse livro, e saber que ele conseguiu te pegar de surpresa e te deixar vidrara me deixou ainda mais animada.
      MilkMilks
      http://shakedepalavras.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    21. Oi!!

      Eu não li nenhum dos livros do autor, mas achei essa temática muito interessante. Afinal, todos já tivemos problemas de relacionamento em quaisquer área de nossa vida, e é algo difícil de ser tratado. O fato da personagem ser descrita como qualquer mortal também torna o livro muito atrativo, nada de belezas exuberantes, menininhas saindo da adolescência, mostrando que existe protagonistas mais velhas e sim, que o leitor irá se identificar. Ta aí, esse é um livro que eu daria uma oportunidade para me cativar.

      Beijos!

      ResponderExcluir
    22. Adorei a ideia das pedrinhas, quero adotar.
      Adorei sua resenha e a sinpse do livro. u já queria muito ler A Lista de Brett, agora quero ler muito esse também. Minha lista só aumenta, o que eu faço? hahaha

      paradonaestante.blogspot.com.br
      facebook.com/paradonaestante

      ResponderExcluir
    23. A um bom tempo atrás quis muito ler esse livro, mas acabei perdendo o interesse.
      E mesmo agora lendo sua resenha que destaca tantas características positivas não consegui querer lê-lo. Quem sabe em um outro momento a vontade volte, né? Dos livros lançados da autora esse foi o que mais tinha chamado minha atenção, amo histórias leves e descontraídas que trazem lições para seu leitor, por isso ainda não descartei por completo a chance de vir a ler esse livro.

      Abçs
      Sou bibliófila

      ResponderExcluir
    24. muito legal o blog!!!
      parabéns ! Sucesso para o blog!

      ResponderExcluir
    25. Eu estou muito curiosa quanto esta leitura, assim como A Lista de Brett, eu só elogios e agora lendo a sua resenha, sei que será uma leitura super agradável. Já sei que vou adorar! Parabéns por esclarecer tão bem a mensagem do livro!

      Beijos,
      Joi Cardoso
      Estante Diagonal

      ResponderExcluir
    26. Olá!
      Eu adorei essa ideia da Pedra do Perdão, acho que daria super certo com a gente. A história me pareceu bem inovadora e com personagens bem construídos. A capa me chamou a atenção logo de cara. Com certeza é um livro que eu quero ler.
      Sua resenha está ótima.
      Beijinhos!
      http://www.eraumavezolivro.com.br/

      ResponderExcluir
    27. Eu gosto muito da escrita da Lori. Li a lista de Brett e achei leve e profundo ao mesmo tempo, cheio de belos ensinamentos. Pelo que pude ver desta sua resenha este não é diferente e com certeza irei me apaixonar igualmente.

      ResponderExcluir
    28. Oi Maiah, tudo bem ???
      Nunca li nada da Lori Nelson, mas já li algumas resenhas de A Lista de Brett e achei a história bem interessante, porém ao ler sua resenha confesso que me identifiquei mais com essa história.
      Esse livro parece ser muito bom, a premissa me agradou muito pois gosto de livros assim, que tenham uma dose de drama, mensagens de vida e que permitam que nos identifiquemos com o que nos é mostrado !!! Já estou adicionando o título na minha listinha !!!

      Beijinhos
      Hear the Bells

      ResponderExcluir
    29. Oi!
      Quando vi esse livro nos lançamentos fiquei muito curiosa pra ler, afinal o perdão não é um tema fácil de ser escrito, se não tiver os movimentos e momentos certos, não funciona e a história fica meio sem emoçãoo.

      Mas gostei muito do enredo desse livro, e de como a autora conduziu a história de Hanna, espero poder ler para acompanhar todo esse conhecimento e lição que a autora da sobre o tema.

      www.gordinhaassumida.com.br

      ResponderExcluir
    30. Oiii
      Quando eu vi essa capa,me apaixonei de cara. Adoro capas simples e colorida.
      Ao ler sua resenha,percebi como eu iria me apaixonar pelo livro.
      Adoro quando temos uma obra dramática que passa lições de vida.
      Juntando a sinopse,o enredo e a sua resenha,vou ter que comprar o livro urgentemente.
      Obrigada pela sugestão.
      Beijos.

      ResponderExcluir