• Início ♥
  • Sobre ♥
  • Contato ♥
  • Layouts ♥
  • Resenhas ♥
  • Parcerias ♥
  • Rádio ♥
  • 29 fevereiro, 2016

    Resenha: O Que Há de Estranho Em Mim - Gayle Forman


    O Que Há de Estranho Em Mim foi escrito pela autora Gayle Forman e lançado no Brasil pela Editora Arqueiro, que gentilmente nos cedeu esse exemplar em cortesia.


    O livro tem um total de 214 páginas, divididas em 29 capítulos. Os capítulos são bem curtinhos, o que torna a leitura bem fluida.


    A diagramação desse livro está ótima! A capa está linda, as paginas são amareladas e a fonte tem um bom tamanho. Os tamanhos de margens e espaçamentos são ótimos, bem espaçados, o que deixa a leitura muito confortável.


    Sinopse: Ao internar a filha numa clínica, o pai de Brit acredita que está ajudando a menina, mas a verdade é que o lugar só lhe faz mal. Aos 16 anos, ela se vê diante de um duvidoso método de terapia, que inclui xingar as outras jovens e dedurar as infrações alheias para ganhar a liberdade.
    Sem saber em quem confiar e determinada a não cooperar com os conselheiros, Brit se isola. Mas não fica sozinha por muito tempo. Logo outras garotas se unem a ela na resistência àquele modo de vida hostil. V, Bebe, Martha e Cassie se tornam seu oásis em meio ao deserto de opressão.
    Juntas, as cinco amigas vão em busca de uma forma de desafiar o sistema, mostrar ao mundo que não têm nada de desajustadas e dar fim ao suplício de viver numa instituição que as enlouquece.

     O Que Há De Estranho Em Mim é narrado em 1° pessoa pela Brit. Uma adolescente de 16 anos que pensava estar indo a uma viagem ao Grand Canyon com o pai, mas na verdade o pai a está levando até a Red Rock, uma clinica para adolescentes problemáticos, onde está a internando.
    Brit mora em Portland com o pai, a madrasta a quem ela apelida de monstra, e com seu irmão Billy.
    Sua madrasta está sempre inplicando com ela, seja por ela tocar em uma banda de Rock, a Clod, ou por causa das tatuagens ou pelo seu cabelo cheio de mechas cor de rosa.

    Ao chegar a Red Rock ela logo percebe que tem algo de muito errado com os métodos daquele lugar que vão desde uma terapia onde as jovens xingam umas as outras, dedurar as outras meninas afim de conseguir ficar mais perto de ser liberada entre muitas outras coisas.
    De início Brit se isola, mas logo ela conhece V, Bebe, Cassie e Martha, que juntas irão tentar desafiar o sistema e por um fim a essa horrível instituição.

    Esse é o 4° livro que leio da autora e cada vez gosto mais de sua escrita e principalmente de suas histórias.
    De maneira simples e leve a autora abordou nesse livro uma triste realidade que são esses reformatórios comportamentais que mais fazem mal do que bem aos adolescentes que ficam  internados contra sua própria vontade e sofrem com os duros métodos que são utilizados como forma de tratamento. Jovens que necessitam de ajuda, e que não recebem o atendimento e o apoio de que precisam nessas instituições.

    A narrativa da autora é bem gostosa e muito simples e clara. Esse livro tem apenas 214 páginas, mas é o suficiente para que a história se desenvolva bem e  para que que nós leitores nos apeguemos aos personagens.
    Tanto a protagonista Brit, quanto as outras amigas que ela conhece no reformatório, são meninas que estão passando por problemas que muitos já passaram ou estão passando nesse período tão complicado que é a adolescência.
    Problemas como Bullying, distúrbios alimentares, rebeldia, drogas, abuso de álcool, comportamentos não apropriados, entre outros.

    O ponto alto da leitura é sem dúvidas a amizade das meninas, que montam uma espécie de clube para tentar de alguma maneira combater as injustiças do falho e rígido sistema empregado na Red Rock.
    É muito legal ver o quanto as meninas se apoiam uma nas outras e o quanto essa amizade melhora a vida de cada uma delas nesse lugar.
    A amizade que elas mantém é o que realmente as dão forças e o que as mantém sãs nesse lugar horrível.

    Recomendo muito essa leitura para todos os leitores! Uma ótima história e com um ótimo ritmo de leitura. Dá pra ler tranquilamente em apenas um dia, já que a leitura flui muito rápido.
    Assim como em Eu Estive aqui, a autora foi muito feliz em abordar um tema importante e que não tem tanta representatividade, chamando atenção de todos a realidade desses locais e principalmente aos pais, já que a história mostra que esses lugares nem sempre são o que prometem.
    Essa história nos faz ainda questionar sobre quem realmente precisa de ajuda, se são as garotas que não se ajustam a sociedade ou se são as pessoas que exigem  e cobram padrões de beleza e de comportamento.

    O que você quer, o que a Red Rock quer, é me transformar numa espécie de robô que nunca vai discordar da minha madrasta, levantar a voz para o meu pai e fazer coisas "rebeldes" como tocar numa banda ou pintar o cabelo. O que vocês não entendem, o que meu pai não entende mais, é que não sou nem nunca fui rebelde. "Sempre dance conforme a sua própria música", era o que a mamãe costumava dizer.

    Classificação: 

    24 comentários:

    1. Ola tudo bem?

      É terceira renha que vejo essa semana falando maravilhas sobre o livro. Me arrependo amargamente de não ter comprado quando ele ainda estava na promoção por R$9,90 =/
      O livro parece ser muito bom, esse clinica que da arrepios não entendo como um pai pode fazer isso. Cada vez com mais vontade de ler *---*


      Bjos

      http://rillismo.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    2. Oi, Maiah
      Eu ainda não tive oportunidade de ler nada da autora, mas já ouvi falar muito bem desse livro e com você não foi diferente. Essa abordagem desses reformatórios devem ter tornada a leitura bem intensa. Gostei de saber que a história levanta questionamentos e que a narrativa é fluída. Ainda quero ler.

      livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    3. Esse livro parece muito interessante, fico imaginando a menina achando que está indo pra um lugar e quando vê está sendo internada.
      Ainda não li nada da Gayle, mas só vejo boas indicações. Vou ver se leio algum dela em breve.
      Parabéns pela resenha, Maiah.
      Bjo
      www.viciadosemleitura.blog.br

      ResponderExcluir
    4. Oi!

      Nossa, esse livro está dando o que falar mesmo, já perdi a conta de quantas resenhas li sobre ele nos últimos dias rsrs
      Nunca li nada da autora, mas esse me chamou bem mais a atenção do que o Se eu ficar. Parece ser uma história bastante intensa pelo que você descreve, mas que nos traz belos ensinamentos como a força da amizade. Espero lê-lo :)

      http://infinitudedepalavras.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    5. Oi Flor
      Estou com muita vontade de ler esse livro, justamente por conta da temática forte e que vejo todos afirmarem que Forman tratou de forma leve.
      Gosto de livros que nos passam uma mensagem interessante, principalmente por ser direcionada para adolescentes.
      Adorei suas impressões.
      Beijinhos
      Rizia - Livroterapias

      ResponderExcluir
    6. Oiii!

      Eu ainda não li esse livro, na verdade eu não quis solicitar e nem comprar por ser um livro de uma tematica mais pesada assim. Não estou no clima, mas é indiscutivel a capacidade da autora de tratar de temas pesados de maneira leve e envolvente. Também adorei ler o Eu Estive Aqui e imaginei que seria nessa mesma pegada.
      Acho que os livros da autora pela arqueiro, me ganha mais.
      A resenha está ótima!

      Beijinhos

      ResponderExcluir
    7. Olá!

      Já me indicaram a autora, principalmente o livro "Se Eu Ficar"... Mas nunca li :) Agora fiquei curioso... ;)

      Boas leituras!!
      http://no-conforto-dos-livros.webnode.com/

      ResponderExcluir
    8. Olá!
      A cada resenha que vejo tenho mais vontade de ler esse livro.
      Gosto de livros sobre trabalho com a mente, o psicológico das pessoas e esse parece ser assim. Além de falar de um assunto bem delicado, que são essas instituições.
      Acho o livro um pouco pequeno, mas se o enredo se desenrolou perfeitamente nessas páginas é o que importa.

      Abraços, Lara.
      http://www.imperio-imaginario.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    9. Te falar que de início esse livro não me chamou muita atenção não, mas tenho visto tantas opiniões positivas que estou começando a me coçar para lê-lo, rs.

      Mago e Vidro

      ResponderExcluir
    10. Ahhh como que amo capitulos curtinhos ♥ Realmente a leitura flui com mais facilidade.
      Minha relação com a autora não é muito bom, depois que li 70 paginas forçada de Se eu ficar não consegui mais vê-la de outra forma kkkkk Mas admito que O que ha de estranho em mim está na minha lista de desejados e acho que agora vai kkkkk
      A premissa é muito bom, os temas abordados são fortes da maneira que me agrada.
      Sua resenha ficou muito bem escrita e esclarecida como sempre. Realmente espero gostar do livro.

      http://www.colecoes-literarias.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    11. Eu adoro a escrita da Gayle e esse livro está na minha lista de leitura. Pretendo ler em abril.
      Também acho interessante o tema que aborda e acho que vou ficar indignada com o pai dela mentindo sobre uma viagem e a deixando em um lugar tão horroroso.
      Bj
      Camila Bernardini Coelho

      ResponderExcluir
    12. Oie Tudo bom???
      a Gayle é sempre muito bem comentada. A escrita simples e clara contribui para uma melhor leitura, já que o tema é um pouco complicado. Gosto muito dos livros dela, porque todos tem um tema importante a ser apesentado e é desenvolvido muito bem ao decorrer da narrativa.
      Não posso deixar de comentar que amo capítulos curtos. huhuh

      =)

      BJoks

      ResponderExcluir
    13. Olá Maiah,
      Ao contrário de você, meu relacionamento com a autora não é tão bom. Já detestei livros dela e amei, é uma ambiguidade...
      O que há de estranho em mim é um livro que chama muito minha atenção, pois gostei da premissa, de um internato para 'curar' meninas. Achei sua resenha muito legal e bastante instigante. Espero ter a oportunidade de ler e entender essa trama.
      Torço para gostar desse livro.
      Beijos,
      http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    14. Todos os livros que eu li da Gayle Forman me deixaram devastadas, mas bem satisfeitas e é essa expectativa que tenho para com esse livro. Que bom que você gostou do livro, porque depois de ler sua resenha, fiquei ainda mais empolgada!!!
      Meu Amor Pelos Livros
      Beijos

      ResponderExcluir
    15. Oi Maiah!
      Eu já li algumas resenhas desse livro e fiquei bem curiosa, porque gosto do tema.
      Algumas opiniões ficaram bem divididas, mas como eu NUNCA li nada da autora, só posso concluir algo quando ler algo dela, pra saber se esse livro tem potencial nas mãos dela ou não. A verdade é que gostei da sua opinião, muito bem embasada. Me animou a leitura ser fluida, porque ninguém merece autores que truncam a escrita e a gente empaca. Quero ler em breve. :)

      ResponderExcluir
    16. Eu estou bastante ansiosa para ler esse livro. Gosto da premissa de menina internada tentando se achar e superar os traumas. Não conheço bem a autora, não sou lá tão fã. Mas as vezes esse pode ser o livro que estava faltando.

      ResponderExcluir
    17. Oi!!

      Já li várias resenhas sobre esse livro, na grande maioria as blogueiras falaram bem sobre o desenvolvimento do tema e da escrita da autora. Embora a única obra que conheça da Gayle tenha sido através do filme se eu ficar, creio que ela acertou em cheio ao escrever sobre esses reformatórios e a vivência e tratamento dos responsáveis para com os pacientes. Gosto muito de livros assim, que desperta o senso critico e a reflexão no leitor.

      Beijos!

      ResponderExcluir
    18. Amiga eu sou a primeira a dizer que sou fã da escrita da Gayle Forman após ler Se eu Ficar e para Onde ela foi. Comprei o Eu estive aqui, mas eu ainda não entrei no clima para ler sabe? E estava muito querendo comprar esse lançamento da autora, mas estou com o maior receio de ser um tema muito forte para mim, até porque sou do tipo que se impressiona bastante e fica com aquilo na cabeça sabe? Mas o mais legal de tudo apesar de ser um assunto bem sério tratado no livro, achei bacana saber sobre a amizade dessas meninas nesse lugar, porque pensa bem as dificuldades. Só uma defendendo a outra mesmo para se ajudar lá dentro. Eu não sei amiga, eu tenho lido várias resenhas para ver se eu perco o receio, mas eu ainda não sei mesmo. Eu peguei o livro em ebook, talvez eu até venha a ler, mas acho que vou esperar um pouco, porque sabe quando tu não tá no momento? Então, estou assim. Mas espero poder conhecer, porque a Gayle Forman é show quando se trata de abordar estórias boas. =]

      http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/02/resumo-do-mes-de-fevereiro.html

      ResponderExcluir
    19. Ola Lindona eu ainda não sei se amo ou odeia a escrita da autora, uma vez que li Se eu ficar e amei, e a continuação odiei, gostei da premissa do livro e principalmente dos temas abordados no livro e pelo visto de maneira leve porém importante, a ligação das amigas ainda mais em um lugar como esse deve ser mesmo o ponto forte do livro. Vou ler para conhecer melhor a escrita da autora. beijos

      Joyce
      www.livrosencantos.com

      ResponderExcluir
    20. Oii Maiah! Que bom que gostou tanto do livro! Também amei. Foi o segundo que li da autora e já quero ler tudo dela! Amo o jeito que ela aborda assuntos sérios e alguns tabus em suas narrativas. O outro livro dela que li foi Eu Estive Aqui, que trata de suicídio, ao qual dei 4 estrelas.
      Amei a resenha!
      BEIJOS

      ResponderExcluir
    21. Olá, tudo bom?

      Nos últimos tempos só tenho lido resenhas extremamente positivas quanto a esse livro. Tanto que vi ele em destaque numa livraria e quase comprei um exemplar. Só não fiz isso porque estou precisando economizar dinheiro, confesso, u_u

      Enfim, a sua resenha ficou tão boa que eu fiquei mais ansiosa ainda para a leitura. Ainda não tive a oportunidade de ler algo dela, por isso preciso urgentemente mudar esse cenário. Acho que começaria muito bem lendo um livro tão elogiado, né?

      Obrigada pela dica.

      Beijos.

      http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    22. Sinceramente! Já vi esse livro antes, mas nunca tive vontade de ler.
      Quem sabe um dia eu leia.


      Juntamente com um blog amigo estamos fazendo uma promo! Espero que participe.
      É só acessar esse LINK.


      Bjs! Sucesso.
      Atenciosamente Um baixinho nos Livros

      ResponderExcluir
    23. Olá... tudo bem???
      Nossa... tinha lido uma resenha completamente diferente da sua... bem negativa pra falar a verdade... porém a sua foi bem escrita e cheia de sentimentos... pelo que percebo a escrita da autora é envolvente e você já conhece o jeito dela de criar histórias... eu gostei muito do título do livro, mas ainda não pretendo me arriscar, porque é um livro que sairia de minha zona de conforto e eu quero ter certeza de minha pretensão de ler... Xero!!

      http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    24. Oi Maiah, tudo bem ???
      Até hoje eu só li um livro da Gayle Forman, o famoso Se Eu Ficar. Confesso que me decepcionei bastante com o livro, não consegui me identificar, não consegui curtir a leitura e desde então não me interessei muito por nenhum outro livro da autora. A história mudou quando descobri esse livro, depois de vários lançamentos finalmente encontrei outro livro da autora que me encantou, que me deixou curiosa.
      Gostei muito da sua resenha pois me mostrou um pouco mais como o livro se apresenta, qual é realmente o foco dele. Confesso que fiquei um pouco decepcionada por ver para que lado o livro se direciona, mas ainda sim, estou bem curiosa e assim que tiver a oportunidade pretendo ler.
      Estou torcendo para que a Gayle consiga me conquistar dessa vez !!! ^^

      Beijinhos
      Hear the Bells

      ResponderExcluir